Polícia Ambiental apreende armas e aves da fauna silvestre durante operação na região

Share:
Apreensões foram feitas em três cidades da região. (Foto: Divulgação)

Três armas, dezenove aves da Fauna Silvestre e partes de motocicletas foram apreendidas em três municípios da região, Cunha, Jacareí e São José do Barreiro, durante operação da Polícia Ambiental na tarde da quarta-feira (4). Material para recarga de cartuchos também foram encontrados e apreendidos pelos policiais, um homem permanece preso e a disposição da Justiça.

Em cunha
No bairro Sertãozinho, zona rural da cidade, uma equipe de Tático Ambiental foi até o local para realizar fiscalização, depois de receber denúncia sobre caça ilegal com emprego de arma de fogo. Durante a ação, duas armas foram encontradas – um revolver e uma espingarda – além de quarenta e cinco munições e materiais para recarga de cartuchos – chumbo, pólvora e espoletas. O homem foi conduzido ao Distrito Policial da cidade e liberado após pagamento de fiança de R$500 reais e responderá por Posse Irregular de Arma de Fogo, em liberdade.

Em São José do Barreiro
Uma equipe de Policiais da Patrulha Rural Ambiental, durante fiscalização de degradação ambiental, encontrou no local, uma propriedade rural da cidade, um motor e um quadro de motocicleta que estava “picado”, cortados para retirada de peças, além do corte isolado de árvores nativas.

A ocorrência foi apresentada no distrito policial da cidade, o homem foi liberado e responderá em liberdade. A Polícia Ambiental multou em R$1.800 mil, pelo corte isolado de árvores nativas.

Partes da motocicleta apreendida serão encaminhas à perícia.

Em Jacareí
Uma equipe de Policiais da Patrulha Rural Ambiental, durante fiscalização em um sítio no bairro São Silvestre, apreendeu dezenove aves da fauna silvestre que estavam mantidas em cativeiro sem autorização do órgão competente, além das aves, um resolver foi encontrado pelos policiais. Chegando ao Distrito Policial da cidade, após pesquisa, a polícia constatou que a arma trata-se de um objeto produto de furto. O homem permanece preso e a disposição da justiça, responderá por Posse Irregular de Arma de Fogo, Receptação, Crime contra o meio Ambienta e ainda foi multado em R$9.500 mil pela Polícia Ambiental.

As aves foram encaminhadas ao CETAS, Centro de Triagem de Animais Silvestres, Lorena (SP), receberão cuidados e serão devolvidas à natureza.