Santos perde para o Cruzeiro na estreia de Rogério Ceni

Share:

Com um jogador a menos por praticamente toda a partida – Gustavo Henrique levou cartão vermelho logo no primeiro minuto -, o Santos perdeu para o Cruzeiro no domingo, dia 18, à tarde, por 2 a 0, no Mineirão, em Belo Horizonte, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. O duelo marcou a estreia de Rogério Ceni no comando técnico do time mineiro.

Foi a segunda derrota consecutiva do Santos, que já vinha de derrota para o São Paulo, por 3 a 2. Apesar disso, o alvinegro segue na liderança com 32 pontos ganhos. Tem dois pontos a mais que o Flamengo, vice-líder com 30 e que venceu o Vasco no sábado, por 4 a 1, em Brasília.

Já o Cruzeiro voltou a vencer após 11 jogos no Campeonato Brasileiro. A vitória tirou o time da zona de rebaixamento, aparecendo agora na 16ª posição com 14 pontos conquistados.

O duelo mal havia começado e o Santos já teve o zagueiro Gustavo Henrique expulso pelo árbitro Anderson Daronco. Logo no primeiro minuto, David roubou bola no meio-campo e lançou Pedro Rocha. O atacante cruzeirense foi derrubado próximo da área e após conferência do VAR o jogador alvinegro recebeu cartão vermelho.

Com um homem a mais, o Cruzeiro manteve postura ofensiva e criou outras oportunidades para abrir o placar. Aos 13, Pedro Rocha recebeu bola na área, mas foi travado pela marcação. Na sobra, o lateral Dodõ chutou com a perna esquerda e obrigou o goleiro Éverson a espalmar para escanteio.

Superior em campo e após muitas tentativas, o Cruzeiro abriu o placar aos 43 minutos. Após troca de passe na entrada da área, Thiago Neves encontrou o centroavante Fred, que chutou forte na saída de Éverson. Gol mais do que merecido e que colocou fim ao jejum 16 jogos sem gol do jogador cruzeirense.

No segundo tempo o Cruzeiro selou a vitória logo no primeiro minuto. Fred recebeu passe e tocou para Thiago Neves, que chutou de primeira e mandou no canto esquerdo de Éverson, sem chances de defesa. Uma ducha de água fria no time paulista, que buscava o ao menos o empate no confronto fora de casa.

O segundo gol derrubou a estratégia de Sampaoli em Belo Horizonte e o Cruzeiro teve ainda mais controle da partida. Inclusive criou novas chances de ampliar o placar. Aos 24 minutos, Marquinhos Gabriel cruzou para Fred, que pegou mal na bola, mas foi ao encontro de Pedro Rocha, que não conseguiu mandar para o gol. Lance incrível.

Nos minutos finais os paulistas ainda tentaram diminuir com Sasha, mas o atacante parou no goleiro Fábio e o placar não foi alterado.

O Santos volta a campo no próximo domingo para enfrentar o Fortaleza, às 16 horas, na Vila Belmiro, em Santos. Já o Cruzeiro, também no domingo, visitará o CSA, às 19 horas, no Rei Pelé, em Maceió.