Pneus remold: evite cair em armadilhas

Share:

Pneus remold vêm sendo vendidos com grandes ofertas para motoristas que priorizam a economia. Mais baratos que o pneu original, o remold traz em si os clássicos problemas de produtos reformados ou reutilizados. A economia pode ser considerável, mas há de se considerar que, como dita a sabedoria popular, o barato
pode sair caro.

O que são pneus remold

Pneus remold são pneus antigos que passaram por processo de reestruturação de sua carcaça e, posteriormente, receberam nova aplicação de borracha na lateral, no ombro e na banda de rodagem. Aparentemente, são produtos novos, mas na prática podem ter até sete anos de utilização e foram reciclados para novo uso.

Pneus remold são pneus antigos que passaram por processo de reestruturação de sua carcaça. (Foto: Pixabay)

O processo pelo qual passa o remold não é uma simples recapagem. Os fabricantes alegam que os pneus antigos são avaliados em várias etapas, reinflados, para depois receberam as novas borrachas a serem vulcanizadas. Mas nem por isso pode-se considerá-los tão eficientes quanto o pneu original.

Isso porque, apesar de ser até 50% mais barato que um pneu novo, os modelos remold duram 15% a 30% menos: o que se economiza hoje vai precisar ser trocado em menos tempo. Mas não é só a relação custo benefício que conta na hora de comprar um pneu. A segurança é o primeiro quesito a ser considerado.

Consumidores relatam instabilidade

Embora o pneu remold precise ser aprovado pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), o produto não tem a mesma qualidade de um pneu original novo. Os pneus remold tornam-se mais instáveis em altas velocidades e nas curvas, o que pode significar riscos. Consumidores costumam relatar danos em rolamentos e instabilidade na direção mesmo em linha reta. Além disso, o balanceamento de rotina pode ficar prejudicado quando se usa um pneu remold, já que o ajuste deve ser feito por um profissional acostumado a lidar com esse tipo de produto, caso contrário, o veículo pode vibrar.

Ainda que inspecionado pelo Inmetro, o pneu remold pode guardar informações obscuras sobre sua carcaça. Uma vez que ela é toda envolvida por uma nova recapagem, fica difícil verificar qual é a marca original do pneu, assim como seu ano de fabricação, rendimento, capacidade de frenagem, velocidade e peso máximos
suportados, por exemplo.

Em termos gerais, sequer é possível garantir que o interior do pneu remold tem de fato apenas sete anos de uso. Além disso, é de se estranhar a inexistência de pistas específicas de testes para pneus remold, enquanto os pneus originais passam por essa etapa antes de serem postos à venda.

Pneu original é mais confiável

Mesmo que o fabricante de pneus remold seja de confiança, vale a pena investir em segurança e sempre buscar um revendedor ou uma loja de confiança para compra de um pneu original . Produtos novos são altamente testados, possuem garantia e informações completas. Os de marcas confiáveis são produzidos com alta tecnologia e passam por modelos de inspeções internacionais. A segurança de um pneu novo é largamente superior.

Além de buscar pneus originais e novos, o motorista deve procurar sempre orientações sobre as especificidades do seu carro. Para otimizar o uso dos pneus e trafegar tranquilo, é preciso estar atento aos limites de velocidade, largura correta do aro e outros itens de segurança.