Ilhabela trabalha para atrair turistas dos países vizinhos da América do Sul

Share:
(Foto: Praia do Bonete/Marco Yamin)

Com a meta de consolidar Ilhabela como destino turístico na América do Sul, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e do Turismo do município participa do Meeting Brasil 2019. O evento passará por destinos importantes em cinco países vizinhos: Uruguai, Argentina, Paraguai, Colômbia e Peru com reuniões e rodadas de negócios para divulgar o turismo brasileiro para os principais operadores e agentes de viagens locais.

A missão de divulgar as belezas e atrações de Ilhabela neste roadshow de negócios em turismo está nas mãos da secretária de Desenvolvimento Econômico e do Turismo, Bianca Colepicolo. Ela está em Montevideo, no Uruguai, onde inicia o giro por cinco países da América do Sul nesta segunda-feira (29). Na sequência, terá reuniões em Buenos Aires, Argentina, na quarta-feira (31); em Assunção, Paraguai, na sexta-feira (2/8), em Bogotá, Colômbia, na próxima segunda-feira (5) e em Lima, do Peru, na quarta (7).

“Participo do Meeting Brasil com o objetivo de vender, no melhor sentido da palavra, Ilhabela como opção turística para os nossos vizinhos sul-americanos. Temos belezas naturais em terra e no mar e estrutura para receber bem os visitantes de outros países”, explica a secretária, que aponta vantagens de fazer parte desta ação. “É um evento que reúne operadores de turismo que comercializam o Brasil, agências de viagem e imprensa especializada de cada país. Tudo em um dia e no mesmo local, sempre com foco nos negócios. Além das enormes possibilidades, é possível baratear os custos com logística, já que as despesas são divididas”.

Terra, mar e eventos – Os principais tópicos apresentados por Bianca neste giro sul-americano estarão ligados ao novo slogan de Ilhabela: Vida Natural. Com 40 praias, distribuídas em 130 quilômetros de costa, montanhas e cachoeiras cercadas por vegetação nativa em uma das maiores reservas de Mata Atlântica do planeta, a Ilha marítima localizada no Litoral Norte do Estado de São Paulo é chamada de paraíso pela maioria dos visitantes.

No mar, com a invasão das jubartes no litoral norte paulista nos últimos anos, o turismo de avistamento de baleias cresceu naturalmente. Para garantir segurança tanto para

animais como para os humanos, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e do Turismo está certificando todos os envolvidos nesse processo, desde barcos a guias, que estarão devidamente regularizados a partir deste segundo semestre.

Em terra, o projeto de Birdwatching prevê a criação de estrutura específica para os observadores de pássaros, incluindo a construção de seis torres no Parque Estadual de Ilhabela, uma das maiores reservas de Mata Atlântica conservada do mundo, com uma área de 27.025 hectares (ou 270 quilômetros quadrados), além de outras iniciativas que fazem parte do convênio assinado entre a Prefeitura e a Fundação Florestal. A expectativa é que a implementação esteja completa para o próximo verão, para que os turistas tenham a oportunidade de observar, fotografar e catalogar espécies como o Tiê-sangue, símbolo da Mata Atlântica, Tangará, Papagaio-moleiro – eleita a ave símbolo da ilha, a Coruja-preta, ou a Jacutinga.

Além das belezas naturais, Ilhabela também promove eventos tradicionais. Ao longo do mês de agosto, dois festivais gastronômicos têm como protagonistas saborosos peixes e frutos do mar. Na 10ª edição, o Festival da Tainha traz um cardápio com pratos tradicionais à base do pescado, e programação musical, na Praia Grande, região Sul da ilha, a partir de sexta-feira (9/8) até o domingo (11), das 14h às 22h.

O Festival do Camarão chega a sua 24ª edição e começa no dia 3 de agosto nos restaurantes participantes, que oferecerão diariamente os pratos divulgados no encarte da revista Prazeres da Mesa de agosto. No Centro Histórico da Vila, o Boulevard do Camarão funcionará nos fins de semana, de 16 a 18 e 23 a 25 de agosto, abrigando estandes que servirão pratos à base do principal ingrediente e intensa programação musical.