Hepta nos Regionais, São José agora foca nos Jogos Abertos

Share:
Após 12 dias de competições, o chefe da delegação de São José, Claudemir Cabral, ergue o troféu do heptacampeonato. ( Foto: PMSJC)

Assim que terminou a cerimônia de encerramento dos 63º Jogos Regionais de Ilhabela/São Sebastião, no fim da tarde de sábado (13), a Secretaria de Esporte e Qualidade de Vida da Prefeitura de São José dos Campos voltou o seu foco para a participação da cidade nos Jogos Abertos do Interior, que serão disputados em novembro próximo na cidade de Marília (SP).

Todas as equipes que chegaram em primeiro ou segundo lugar garantiram automaticamente classificação para os Abertos. Foi o caso de 36 das 46 equipes joseenses que foram ao Litoral Norte. Elas se somam às equipes que já estavam classificadas em razão dos resultados dos Abertos de 2018.

Evolução

A delegação comemorou bastante o heptacampeonato nos Jogos Regionais. Desde 2012, São José tem sido campeã de todas as edições da competição. Em 2017, apesar de ter somado pontos suficientes para mais um título, a organização decidiu não computar oficialmente os resultados das cidades participantes.

Em comparação com os Jogos de 2018, São José evoluiu ainda mais. Neste ano, foram marcados 356 pontos dos 414 possíveis, indicando um aproveitamento de 86%. Em 2018, o aproveitamento foi de 80,1%, com 332 pontos dos 414 possíveis.

São José foi aos Jogos Regionais com uma delegação de 614 integrantes, sendo 542 atletas. A cidade disputou a competição com 46 equipes, distribuídas nas 25 modalidades. Foram conquistados 28 títulos de campeã e 10 de vice-campeã.

As cinco primeiras cidades na tabela de classificação foram as seguintes: 1º São José, 356 pontos; 2º Mogi das Cruzes, 222; 3º Pindamonhangaba, 206; 4º Caraguatatuba, 146; 5º Guarulhos, 140.

Sucesso da base

A vitória de São José foi ainda mais significativa porque foi o sucesso da aposta feita nas equipes do Programa Atleta Cidadão, que reúne cerca de 1.400 atletas de 7 a 20 anos.

“Neste ano, repetimos as equipes que levamos aos Regionais de 2018, agora mais amadurecidas. A aposta deu certo e representa a valorização dos atletas joseenses, que são formados em casa”, comemora o professor Claudemir Cabral, que chefiou a delegação de São José nos Jogos.

A aposta deve ser repetida nos Jogos Abertos de novembro próximo. Quase a totalidade das equipes serão as formadas na base do Atleta Cidadão. A exceção são algumas modalidades pontuais, que representam a cidade em troca do apoio que recebem da Prefeitura.

“Outras cidades ficam de olho em atletas nossos, por isso temos um cuidado especial com a qualidade das condições que oferecemos às nossas equipes para representar São José”, explica Claudemir. “É uma boa troca, os atletas entram com o vínculo sentimental que mantêm com a cidade e nós recebemos esses atletas com todo o carinho e estrutura que eles merecem.”

Os 63º Jogos Regionais foram uma realização da Secretaria de Esportes e Lazer do Governo do Estado, em conjunto com as Prefeituras de Ilhabela e São Sebastião. As 4º cidades participantes levaram 5.035 atletas para a competição.