Parceria do Ministério da Defesa vai investir mais de R$ 13 milhões em bolsas de estudo

Por: Share:
O acordo de cooperação entre o Ministério da Defesa e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) prevê a implementação de 12 projetos no valor de quase R$ 13,5 milhões. (Foto: Tereza Sobreira/MD)

Ocorreu, na tarde desta segunda-feira (24), a cerimônia de assinatura do Programa de Cooperação Acadêmica em Defesa Nacional (PROCAD-DEFESA). A iniciativa visa fomentar a cooperação entre instituições civis e militares para implementação de projetos voltados ao ensino, à produção de pesquisas científicas e tecnológicas e à formação de recursos humanos qualificados na área de defesa.

O acordo de cooperação entre o Ministério da Defesa e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) prevê a implementação de 12 projetos no valor de quase R$ 13,5 milhões. O recurso vai financiar a oferta de bolsas de estudo para mestrado, doutorado, pós-doutorado, além de doutorado sanduíche e de professor visitante no exterior.

Para o Ministro da Defesa, Fernando Azevedo, o programa reforça os tradicionais vínculos entre Defesa e Educação. “Estou certo que essa parceria, entre militares e a academia, será capaz de criar um círculo virtuoso de desenvolvimento, como ocorre nos países mais desenvolvidos”, ressaltou o Ministro, durante a solenidade.

Para o Ministro da Defesa, Fernando Azevedo, o programa reforça os tradicionais vínculos entre Defesa e Educação. “Estou certo que essa parceria, entre militares e a academia, será capaz de criar um círculo virtuoso de desenvolvimento, como ocorre nos países mais desenvolvidos”, ressaltou o Ministro, durante a solenidade.

Por sua vez, o Ministro da Educação, Abraham Weintraub, destacou que só tinha a louvar a iniciativa. “Tenho certeza que é mais um passo na direção correta”. À frente da CAPES, o presidente da Coordenação, Anderson Ribeiro Correia, falou da satisfação de celebrar a primeira edição da iniciativa. “Temos o Pró-Defesa com quatro edições, mas chegou o momento de aumentar essa cooperação. Agradeço a oportunidade e a sensibilidade pelo programa, pelo incentivo para o sucesso desse empreendimento”, destacou.

Recursos humanos
A partir do PROCAD, será estimulada a realização de projetos de pesquisa com o envolvimento de profissionais e a utilização de infraestrutura disponíveis em diferentes Instituições de Ensino Superior (IES), Instituições Militares de Ensino e Pesquisa, Instituições de Ciência e Tecnologia (ICTs), instituições governamentais e o setor produtivo. Essa interação possibilitará a elaboração de pesquisas científicas e tecnológicas, bem como a formação de pós-graduados em defesa. A intenção é desenvolver ainda mais e consolidar o pensamento brasileiro nessa área.

As propostas aprovadas, no valor máximo de R$ 1.121.663,04 por projeto, serão financiadas com recursos da CAPES, totalizando os R$ 13 milhões. O recurso inclui as bolsas de estudo e as despesas de custeio. Cada projeto deverá ser constituído por, no mínimo, três equipes, sendo que cada uma formada por um coordenador-geral e dois coordenadores associados. As propostas poderão ser enviadas pelo Proponente/Coordenador Geral até as 15h59 do dia 19 de agosto no formulário online https://inscricao.capes.gov.br/individual.

A cerimônia de assinatura do convênio também contou com a presença do secretário-geral do Ministério da Defesa, Almirante de Esquadra, Almir Garnier Santos, do chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, Tenente-Brigadeiro do Ar Raul Botelho, e do Secretário de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto do Ministério da Defesa, Paulo Humberto Cesar de Oliveira.