Operação Ágata Sul contabiliza 27 abordagens no primeiro dia de ações

Share:
Unidade Tarefa entre as cidades de Itapiranga-SC e Barra do Guarita-RS, no rio Uruguai. (Foto: Marinha do Brasil)

A Marinha do Brasil (MB), por meio do Comando do 5º Distrito Naval (Com5ºDN) iniciou a Operação Ágata Sul 2019, nos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina numa área equivalente a 630 quilômetros.

Na segunda-feira, dia 1, a operação contabilizou 27 abordagens, oito notificações e duas apreensões. Durante abordagens no rio Uruguai, entre as cidades de Porto Xavier-RS e Porto Lucena-RS,  foi encontrado um acampamento clandestino vazio, com barracas e documentos de identificação pessoal.

Neste ano, a ação conta com o envolvimento de aproximadamente 150 militares, dentre eles membros do Estado-Maior do Com5ºDN; um destacamento de Fuzileiros Navais e Organizações Militares subordinadas, como também, a articipação de agentes das Polícias Federal, Rodoviária Federal e Militar, Brigada Militar, Polícia Civil e IBAMA. Dentre os meios operativos empregados estão o navio-patrulha “Benevente”; duas aeronaves do 1º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral do Sul e a atuação de 10 embarcações.

Durante a mobilização, os militares realizam ações de Inspeção Naval, patrulha naval e patrulhamento contra os principais crimes transfronteiriços, como narcotráfico; contrabando e descaminho; tráfico de armas e munições; crimes ambientais; contrabando de veículos; e imigração e garimpo ilegais.