Liverpool vence Tottenham e ganha sua 6ª Liga dos Campeões da Europa

Por: Share:
Time comemora título no vestiário. (Foto: reprodução Youtube/
Liverpool FC)

Com três brasileiros em campo, o goleiro Alisson, o volante Fabinho e o atacante Firmino, o Liverpool venceu o Tottenham por 2 a 0, neste sábado (1º), no Estádio Metropolitano de Madri e conquistou a Liga dos Campeões da temporada 2018-2019. Este é o 6º título do Liverpool na principal competição de clubes da Europa.

Quem também fez história neste sábado foi o técnico alemão Jürgen Klopp, que ganhou seu primeiro troféu no comando do Liverpool. Klopp já havia chegado à decisão da Liga dos Campeões em outras duas ocasiões, em 2013, quando comandava o Borussia Dortmund, e no ano passado dirigindo o próprio Liverpool.

Os dois times chegaram ao confronto com o que tinham de melhor. O técnico argentino Mauricio Pochettino apostou no retorno do atacante inglês Harry Kane ao time titular no lugar do brasileiro Lucas Moura. O detalhe é que Kane não jogava desde 9 de abril, quando se machucou em jogo contra o Manchester City.

Klopp optou por começar com seu trio de ataque titular, com Salah, Mane e o brasileiro Firmino, que se recuperou de problemas musculares.

Assim, Pochettino escalou o Tottenham no esquema 4-2-3-1, com apenas Kane no comando de ataque, enquanto o Klopp armou o Liverpool no tradicional 4-3-3.

JOGO

Com a bola rolando, a emoção não demorou a tomar conta da torcida. Logo no primeiro lance, aos 22 segundos, o árbitro marcou pênalti após a bola bater na mão do volante Sissoko. O atacante egípcio Salah cobrou forte e abriu o marcador para o Liverpool, 1 a 0.

A partir de então o Tottenham passou a comandar as ações ofensivas, enquanto o Liverpool apostava nos contra-ataques. O tempo passou e o time de Klopp começou a pressionar a saída de bola da equipe de Pochettino. Mas no restante do primeiro tempo o que prevaleceu foi o equilíbrio entre os adversários, com poucas chances para os dois lados (2 finalizações para o Tottenham e 5 para o Liverpool).

A segunda etapa começou com um panorama parecido ao visto no período inicial, Liverpool abdicando da posse de bola, apostando na pressão no campo do adversário e nos contra-ataques, enquanto o Tottenham permanecia com a bola, mas com poucas chances efetivas de gol.

A melhor chance do time de Pochettino no segundo tempo veio aos 25 minutos, com uma sequencia de cruzamentos sobre a área. Mas ninguém conseguiu colocar a bola para dentro. No contra-ataque Salah deixou Mane em ótima condição para marcar, mas a bola terminou nas mãos do goleiro Lloris.

Precisando da vitória Pochetinno fez uma mudança ousada, colocou o brasileiro Lucas Moura no lugar do volante Winks. E aos 35 minutos Lucas teve a melhor chance de empatar o jogo, mas chutou fraco, de dentro da área, para defesa do goleiro brasileiro Alisson.

Aos 39 minutos o Tottenham teve outra chance clara, em cobrança de falta perigosa do dinamarquês Eriksen, que foi bem defendida pelo goleiro do Liverpool.

Contudo, quem conseguiu marcar foi o time de Jürgen Klopp. Após bate e rebate na área a bola sobrou para o belga Origi, que chutou cruzado de dentro da grande área para vencer o goleiro francês Lloris e marcar 2 a 0 para o Liverpool.

A partir daí o time de Klopp administrou a vantagem e segurou até o apito final para garantir o título da Liga dos Campeões.

FICHA TÉCNICA

Data: 1º de junho de 2019 (sábado)
Hora: 16h (horário de Brasília)
Local: Estádio Wanda Metropolitano, em Madri (ESP).

Árbitro:
Damir Skomina (SLO). Assistentes: Jure Praprotnik (SLO) e Robert Vukan (SLO). VAR: Danny Makkelie (HOL).
Gols: Salah, aos 2 min do 1º T (LIV) e Origi, aos 42 min 2º T (LIV).

Liverpool:
Alisson; Alexander-Arnold, Matip, Van Dijk e Robertson; Fabinho, Henderson e Winaldum (Milner); Salah, Mane (Gomez) e Firmino (Origi). Técnico: Jürgen Klopp.

Tottenham:
Lloris; Trippier, Alderweireld, Vertonghen e Rose; Sissoko (Dier) e Winks (Lucas Moura); Eriksen , Dele Alli (Llorente) e Son; Kane. Técnico: Mauricio Pochettino.