Festa de São João celebra tradições juninas com diversas atrações em Caçapava

Share:
(Foto: Divulgação/PMC

De 19 a 24 de junho, Caçapava celebra as tradições juninas com o São João de Caçapava, considerado o maior evento do gênero na região. O festival é uma homenagem a São João Batista, padroeiro de Caçapava, e é realizado pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Cultura, Esportes e Lazer, na Avenida Brasil (próximo à Rodoviária). A entrada é gratuita.

Desde 2017 o evento foi incluído no Calendário Turístico do Estado de São Paulo. A programação reúne atrações artísticas e celebrações religiosas. O roteiro inclui shows com artistas representativos da cultura popular regional, apresentações de quadrilhas, cortejo de carros de boi e procissão.

O aspecto beneficente fica por conta da participação de 20 entidades assistenciais, cadastradas no município, responsáveis pela área gastronômica do evento. Toda a renda obtida com a venda dos produtos é destinada às atividades que cada uma delas desenvolve.

A chegada da procissão do Mastro de São João Batista no local da festa marca a abertura oficial do evento dia 19, com recepção da Orquestra Canto da Viola, que estará no palco a partir das 19h.

Na sequência, às 21h30, o pesquisador e músico Miltinho Edilberto abre a programação musical com o show “Forró de Viola”. Considerado um dos violeiros mais completos do Brasil, explora com sua viola de 10 cordas os sotaques rítmicos e dialetos do autêntico forró pé de serra. No repertório, clássicos do cancioneiro do Norte e Nordeste, além de composições próprias gravadas por artistas como Trio virgulino, Maria Gadú e Maria Bethania. Entre repentes, xotes, baiões, xaxados, emboladas e arrasta-pés, o show cria uma atmosfera dançante que remete às festas de São João tradicionais do interior do Brasil.

No dia 20, o destaque fica por conta da banda Kanaviá, que apresenta, a partir das 20h, seu repertório dançante com o melhor do forró inspirado em mestres como Luiz Gonzaga. O grupo tem quase vinte de anos de carreira e percorre o Brasil com shows em diversos espaços dedicados ao gênero.

A história da banda inclui uma turnê pela Europa, em 2010, e a gravação de um DVD ao Vivo – “Recomeçar” -, em 2015, trabalho que teve a participação de nomes como Jorge Filho (Rastapé), Ricardo Trip (Peixe Elétrico), Roberto (Trio Virgulino) e Dió de Araújo (Trio Xamego). A performance da banda também lhe rendeu prêmios em festivais de música, entre eles o disputado Festival Nacional de Forró de Itaúnas, no Espírito Santo.

A partir das 21h30, o palco fica com o cantor e compositor Tuia, que apresenta o show “Pop no Campo vol. 1” e traz como convidada especial a cantora paranaense Ana Vilela, autora do hit “Trem Bala”. O espetáculo exibe versões ousadas de grandes clássicos da música brasileira, como “Espanhola”, de Sá e Guarabyra e Flávio Venturinni; “Chalana”, de Almir Sater; “Senhorita”, de Zé Geraldo; e “Linda Juventude”, do 14 Bis. Além das versões, Tuia canta composições próprias como “Flor” e “O Céu”, e Ana Vilela apresenta seus sucessos como “Entrelinhas”, “Ainda” e “Trem Bala”. O show acontece com banda e tem momentos mais intimistas.

Na sexta, dia 21, às 21h, a atração musical é o show com a dupla Duduca e Dalvan, que faz parte da história da música caipira brasileira e traz um repertório com clássicos do gênero. A dupla conheceu duas diferentes formações ao longo dos anos. Começou a tocar junta em 1978, com um repertório de canções românticas e sertanejas. Duduca foi o nome artístico escolhido por José Trindade, nascido em Anápolis, Goiás. Já Dalvan é a alcunha de José Gomes Almeida, nascido em Planaltina, Paraná. Os músicos se conheceram em 1975.

A partir daí, começaram uma parceria que durou até a morte de Duduca. Dalvan seguiu então carreira solo por diversos gêneros musicais, do rock ao gospel, gravando alguns discos. Anos depois, retomou a dupla, agora com Almir Coelho da Silva, que também escolheu o nome artístico de Duduca para homenagear José Trindade, dando continuidade à trajetória de sucesso de Duduca e Dalvan.

No sábado, dia 22, a programação começa antes do meio-dia, com o tradicional cortejo de carros de boi, que parte do Campo do Padre às 10 h, com destino à Igreja Matriz, onde é realizada a bênção do sal. Depois, segue para o local da festa. A chegada está prevista para o meio-dia. A partir das 13h, haverá show com a cantora Li Maria e banda, que apresenta repertório de composições próprias e releituras de sucessos da MPB. A partir das 20h, será realizada apresentação da escola de dança Marian Guimarães, com o espetáculo “Baião”, e da Associação Artística e Cultural Lua Bailarina.

A partir das 21h, a atração é o show com o grupo Trem da Viração, que apresenta seu repertório de canções já consagradas no roteiro de festas pelo Brasil. As músicas do grupo exaltam os costumes e tradições regionais e unem elementos rítmicos e melódicos presentes na cultura popular como catira, maxixe, batuque, xote, baião, entre outros. Com mais de vinte anos de carreira, o Trem é formado por Déo Lopes, Cauique Bonsucesso, Márcio Oliveira e Beto Quadros. Embora tenham formação musical diversificada, todos eles são considerados herdeiros da cultura popular do interior de São Paulo, de onde sai a inspiração para suas criações.

No domingo, dia 23, os portões abrem a partir das 9h. Às 10h, o padre Leandro Alves celebra missa no local. A partir do meio-dia, as barracas abrem para o almoço e, às 13h, terá início o show de prêmios.

A programação da noite terá início às 20h, com apresentação da Quadrilha de Bonecões da Mantiqueira. Na sequência, às 21h30, a cantora Bruna Viola se apresenta acompanhada por banda. Vencedora do Grammy Latino 2017 na categoria de Melhor Álbum de Músicas Raízes Brasileiras, a matogrossense é considerada uma exímia violeira e vem ganhando espaço entre os principais nomes da música caipira. Influenciada por nomes como Tião Carreiro e Inezita Barroso, fez a primeira turnê internacional em 2016, com sete shows nos Estados Unidos. O roteiro de seus shows inclui sucessos como “Quem é que não gosta” e “Você não sabe”.

No último dia da festa, 24 de junho, Dia de São João, a programação começa ao meio-dia, com almoço e show musical. À noite, às 20h, recebe apresentação de escolas de dança de Caçapava e da quadrilha da Melhor Idade do Projeto +Cultura.

A partir das 21h, o palco é do cantor Renato Teixeira, que faz o show de encerramento da festa, acompanhado por banda. O artista traz para o evento seu novo espetáculo: o show “Romaria”, inspirado no impacto que a canção de mesmo nome causou no coração dos brasileiros durante as festas dos trezentos anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida, no rio Paraíba. O cenário do show traz as cores marcantes dos Figureiros do Morro da Imaculada, em Taubaté, cidade onde Renato foi criado, e que são também, as cores populares de Aparecida.

A iluminação do cenário foi desenvolvida na temperatura das luzes do Vale do Paraíba. O artista buscou esse tipo de referência para desenvolver o projeto, procurando uma comunicação mais intensa e emocionante com seu público.

Sua produção trabalhou então nessa base emocional, para fortalecer o discurso musical de Renato Teixeira com um repertório renovado, já que nos últimos anos ele fez três DVDs e três CDs repletos de novas canções – trabalhos premiados com 3 Grammys e dois prêmios da música brasileira além de muitos CDs e DVDs vendidos. Além de “Romaria”, o roteiro do show inclui os grandes sucessos do cantor.

São João de Caçapava – de 19 a 24 de junho. Local: Avenida Brasil, S/N. Entrada gratuita. Informações: Tel. (12) 3652-9222.

Programação

Quarta-feira, 19 de junho
19h00 – Abertura dos portões com a recepção da Orquestra Canto da Viola
21h00 – Chegada da Procissão do Mastro de São João e abertura oficial da Festa
21h30 – Show com Miltinho Edilberto e banda

Quinta-feira, 20 de junho
19h00 – Abertura dos portões
20h00 – Show com o grupo Kanaviá
21h30 – Show com Tuia e Ana Vilela

Sexta-feira, 21 de junho
19h00 – Abertura dos portões
21h30 – Show com Duduca e Dalvan

Sábado, 22 de junho
10h00 – Saída do cortejo de Carros de bois em direção à Igreja Matriz
11h00 – Encontro de violas na Igreja Matriz de São João Batista e recepção do Cortejo de Carros de Boi com a cerimônia da Bênção do Sal
12h00 – Chegada do cortejo no local da festa
13h00 – Show de Li Maria e banda
20h00 – Apresentação com alunos da escola de dança Marian Guimarães – Baião
Apresentação da Associação Artística e Cultural Lua Bailarina
21h00 – Show com Trem da Viração

Dmingo, 23 de junho
09h00 – Abertura dos portões
10h00 – Missa com Pe. Leandro Alves
12h00 – Almoço
13h00 – Show de Prêmios
20h00 – Quadrilha de Bonecões da Mantiqueira
21h30 – Show com Bruna Viola

Segunda-feira, 24 de junho
10h00 – Abertura dos portões
12h00 – Almoço
13h00 – Show
20h00 – Quadrilha da Melhor Idade
20h30 – Apresentação das escolas de dança de Caçapava
21h30 – Show com Renato Teixeira

Segunda-feira, 24 de junho
10h00 – Abertura dos portões
12h00 – Almoço
13h00 – Show
20h00 – Quadrilha da Melhor Idade
20h30 – Apresentação das escolas de dança de Caçapava
21h30 – Show com Renato Teixeira