Academia de Letras de Caraguá de Letras empossa membros fundadores

Share:
Três mulheres e três homens em pé à frente de uma estante e atrás de uma mesa. (Foto: JC Curtis/Fundacc)

A Fundacc – Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba empossa no dia 28 de junho, às 19h30, os membros fundadores da Academia Caraguatatubense de Letras (ACL). A cerimônia solene será realizada no Teatro Mario Covas.

Farão parte da Academia e ficarão responsáveis pela elaboração do seu regimento, João Mario Estevam da Silva, professor e juiz de Direito Titular da 2ª Vara Cível de Caraguatatuba; Maria Antonia de Lima Ribeiro Furgeri, mestre e reitora do Centro Universitário Módulo; Marcelino Sato Matsuda, professor e coordenador do Curso de Direito do Centro Universitário Módulo; e Márcio Pugliesi, Livre Docente e professor da Pontifícia Universidade Católica (PUC).

Na mesma ocasião, a Câmara de Caraguatatuba fará uma homenagem ao juiz João Mario Estevam da Silva, ao professor Marcelino Sato Matsuda e a Diego Selhane Pérez, chefe oficial do Cartório de Imóveis de Caraguatatuba pela participação no processo de Regularização Fundiária no município.

A Academia

A Academia Caraguatatubense de Letras (ACL) foi fundada em 13 de dezembro de 2017 pela Lei Municipal nº 2.385/2017, de autoria do vereador Francisco Carlos Marcelino, o Carlinhos da Farmácia, presidente da Câmara de Caraguatatuba. Trata-se de uma associação literária que congrega amantes da literatura, cultura e ciências, com o fim de cultivar e cultuar a língua e a vida literária da cultura e tradição caraguatatubense.

Podem integrar a ACL brasileiros que possuam formação de nível superior ou notório saber, comprovados pela própria Academia, que tenham publicado obras literárias ou científicas de reconhecido valor, e que sejam personalidades que exerçam ou tenham exercido atividades intelectuais em sua vida pública ou particular, comprovadas nos respectivos currículos, obrigatoriamente, apresentados quando da inscrição para a vaga.

Para a presidente da Fundacc, Silmara Mattiazzo, a implantação da Academia de Letras é um ganho para a cultura de Caraguatatuba. “Estamos muito felizes com a criação e agora posse dos membros da Academia”.

O autor da propositura, Carlinhos da Farmácia, destaca que o objetivo é colaborar no cumprimento dos programas de cultura do município, estabelecer intercâmbio cultural da comunidade, proporcionar todo o apoio aos escritores de Caraguá, fomentar e resgatar a produção literária de escritores do município através de arquivo e publicação das obras produzidas, entre outras finalidades.