Vôlei do Brasil estreia com vitória na Liga das Nações

Por: Share:
Brasil comemora ponto
(Divulgação/FIVB)

O Brasil começou a Liga das Nações com uma boa vitória. A estreia, nesta sexta-feira (31.05), em Katowice, na Polônia, tinha um adversário digno de um grande jogo, e a seleção brasileira levou a melhor sobre os Estados Unidos por 3 sets a 0 (25/22, 25/22 e 25/23) em seu primeiro jogo oficial da temporada 2019.

A equipe verde e amarela foi dirigida pelo assistente técnico, Marcelo Fronckowiak, já que o treinador, Renan, está suspenso por quatro partidas. A punição é resultado de uma infração cometida em uma partida da Fase Final do Campeonato Mundial, em 2018. Fronckowiack segue no comando nos outros dois jogos desta etapa e no primeiro em Tóquio, no Japão.

Os outros dois desafios do Brasil neste fim de semana serão contra a Austrália, neste sábado (01.06), às 9h, e diante da Polônia, no domingo (02.06), às 12h – os dois jogos com transmissão do SporTV 2.

A partida desta sexta-feira marcou o retorno do ponteiro Lucarelli a seleção brasileira depois de uma temporada fora por causa de uma lesão no tendão de Aquiles. Lucarelli se sentiu à vontade e foi o maior pontuador nesta tarde, com 14 pontos. Depois de atuar em um dos dois amistosos em Campinas, o jogador comemorou a volta em uma partida oficial.

“É um prazer estar de volta. Depois de tanto temo longe, fazer esse primeiro jogo oficial foi uma alegria muito grande. Tenho certeza que na minha família todos estão comemorando muito também”, brincou Lucarelli, que complementou:

“Estou muito feliz de ter conseguido ajudar nessa vitória, começar com o pé direito e que eu possa continuar ajudando, possa continuar bem fisicamente para não precisar sair mais da seleção”, disse o ponteiro.

O campeão olímpico Lucarelli ainda destacou os pontos positivos desta partida. “O primeiro jogo oficial para esses levantadores jovens, que estão tendo essa oportunidade em uma competição dessa importância, então temos que dar parabéns a eles. Além disso, a equipe como um todo jogou muito bem. Taticamente, erramos pouco saque, conseguiu defender e bloquear bem e esses fundamentos têm que ser salientados”, explicou.

A equipe dos Estados Unidos começou melhor, abriu vantagem e manteve até a metade da primeira parcial, mas o Brasil virou o jogo em 17/16. O set seguiu disputado ponto a ponto, com a seleção brasileira fazendo 23/22 na reta final. Isac marcou 24/22 e, no erro do adversário, a equipe verde e amarela fechou em 25/22.

O segundo set seguiu no mesmo ritmo, bem disputado. A seleção brasileira abriu três em 10/7, mas, no bloqueio, o adversário chegou ao ponto de empate em 13/13. Em boa passagem de Lucarelli pelo saque, o Brasil marcou 17/14. Bem no bloqueio, os Estados Unidos voltaram a encostar em 17/18. Mais uma vez no bloqueio, o adversário fez 21/22. Wallace fechou a segunda parcial em mais um 25/22.

O Brasil abriu 4/2 logo no começo do terceiro set. No saque, o time norte-americano colou no placar (8/9). A equipe verde e amarela abriu boa vantagem em 15/11, quando Thiaguinho substituiu Fernando, que sentiu câimbra ao cair de um bloqueio. O time brasileiro ainda marcou 17/15 com bloqueio de Isac. Os Estados Unidos empataram em 17/17, mas a equipe do Brasil se recueperou e fechou em 25/23.

O treinador brasileiro conta, nesta primeira etapa da Liga das Nações, com os levantadores Fernando Cachopa e Thiaguinho; os opostos Wallace e Alan; os centrais Lucão, Maurício Souza, Isac e Flávio; os ponteiros Lucarelli, Leal, Douglas e Lucas Lóh, e os líberos Thales e Maique.

EQUIPE

BRASIL – Fernando, Wallace, Lucão, Isac, Douglas e Lucarelli. Líberos – Thales e Maique

Entraram – Flávio, Alan, Thiaguinho

Técnico: Marcelo Fronckowiak