133 mil professores ainda precisam se vacinar contra a gripe em SP

Share:

Mais de 133 mil professores das redes pública e privada de ensino ainda precisam comparecer aos postos de saúde para se vacinar contra gripe, para que SP atinja a cobertura vacinal de 90% entre os grupos do público-alvo. Por isso, nessa reta final da campanha, a Secretaria de Estado da Saúde está convocando aqueles que ainda não estão imunizados para que tomem as doses até o dia 31 de maio, data prevista para encerramento.

Os dados informados pelos municípios paulistas mostram que o Estado já vacinou, mais de 7,6 milhões de pessoas contra a gripe, total que inclui 236,7 mil professores (veja abaixo os números por região). Esse dado representa cobertura vacinal de 57%.

O público-alvo totaliza 13,2 milhões de paulistas e a meta é vacinar no mínimo 12,1 milhões.

Considerando todos os grupos, para atingir a meta de imunizar 90% do público-alvo é necessário que pelo menos 4,4 milhões de pessoas procurem a vacina contra o vírus Influenza até o final da próxima semana.

A campanha foi iniciada em 10 de abril, e desde então também foram imunizadas 1,6 milhão de crianças (54%), 241,7 mil gestantes (53%), 61,5 mil puérperas (83%), 4,5 mil indígenas (85%), 671 mil profissionais de saúde (49%), 3,2 milhões de idosos (67%), 1,3 milhão de pessoas com comorbidades (46%), entre outros.

“É de extrema importância que todos os grupos prioritários compareçam aos postos de saúde para imunização. Pedimos aos professores das redes pública e privada de ensino que deem o exemplo e tomem a vacina, o que ajuda a proteger a saúde deles próprios, dos estudantes e de todos os colaboradores da área de ensino”, afirma o Secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann.

“A vacina não provoca gripe em quem tomar a dose, pois é composta apenas de fragmentos do vírus que causam a devida proteção, mas são incapazes de causar a doença”, complementa.

Segundo recomendação da OMS (Organização Mundial de Saúde), a vacina de 2019 irá prevenir a população-alvo contra o vírus Influenza dos tipos A (H1N1), A (H3N2) e B.

A vacina contra gripe é produzida pelo Instituto Butantan, unidade vinculada à Secretaria, que neste ano disponibilizou 64 milhões de doses ao Ministério da Saúde para a realização da campanha em todo o Brasil.

Confira números de doses aplicadas por região: