Sesi-SP vence Taubaté e sai na frente na decisão da Superliga de Vôlei

Share:
SESI-SP, taubaté, superliga de vôlei,
voleibol,

O Sesi-SP saiu na frente na decisão da Superliga Cimed masculina de vôlei 2018/2019. Em casa, no Sesi Vila Leopoldina, em São Paulo (SP), e contando com o apoio da torcida, que lotou o ginásio nesta terça-feira (23.04), a equipe dirigida pelo técnico Rubinho comandou o Jogo 1 da série melhor de cinco e venceu o EMS Taubaté Funvic (SP) por 3 sets a 0. Com boa atuação e sem dar chances do adversário, o time paulistano venceu com parciais de 25/22, 25/22 e 25/22.

Nesta noite, o oposto Alan foi um dos destaques em quadra, maior pontuador com 14 acertos, e recebeu o maior número de votos no site da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV). Com isso, o jogador saiu de quadra premiado com o Troféu VivaVôlei e fez questão de deixar claro que o 3 a 0 não reflete o que de fato aconteceu dentro de quadra.

“Não foi um jogo tranquilo. A vitória por 3 sets a 0 não significa que o jogo foi fácil. Erramos alguns saques, mas fomos felizes porque eles também não estavam num dia tão bom neste fundamento. Acho que as finais serão isso, os dois times forçando bastante o saque, todos os jogadores estão bem marcados, será bem difícil, são detalhes que decidem”, destacou.

Outro destaque da noite ficou por conta do experiente Lipe. O campeão olímpico falou sobre a qualidade do elenco adversário e afirmou que a final está aberta.

William prepara jogada para o Sesi-SP, que saiu na frente nas finais. (Foto: Wander Roberto/Inovafoto/CBV)

“Tem um histórico grande de duelos entre essas duas equipes. O EMS Taubaté Funvic tem um elenco muito forte. Tanto os atletas que estão jogando, quanto quem está no banco. Eles possuem muitas estratégias para serem exploradas. Começar com uma vitória por 3 sets a 0 é bom, mas sabemos que, assim como somos fortes em casa, eles também são. Não somos campeões e eles não perderam o campeonato. Ainda tem muita coisa para acontecer. Vamos trabalhar, estamos no caminho certo, precisamos continuar com esse bom trabalho”, declarou.

Pelo lado do EMS Taubaté Funvic, o ponteiro Lucarelli reforçou a importância de o grupo se reestruturar para o próximo jogo da série melhor de cinco.

“Nossa virada de bola não foi das melhores. Sabemos que temos que fazer bem melhor, contra uma equipe como o deles não podemos vacilar. Temos que melhorar o saque, agredir um pouco mais para tirar o passe da mão deles e acertar um pouco mais nossa virada de bola. Na fase final são mais detalhes, acertar esses erros. O principal que tinha que ser treinado, já foi, mas sabemos o que temos que fazer melhor, e vamos tentar reproduzir no jogo”.

O segundo jogo entre as equipes paulistas será no próximo sábado (27.04), às 21h30, desta vez na casa do time do Vale do Paraíba. O segundo duelo será na Arena Abaeté, em Taubaté (SP), também com transmissão

A série marca o encontro de seis campeões olímpicos no Rio-2016. Aliados quando estão na seleção brasileira, William, Éder e Lipe, pelo Sesi-SP, Lucão, Lucarelli e Douglas, pelo EMS Taubaté Funvic são adversários nesta decisão.

Para chegar a decisão, o time da Vila Leopoldina eliminou o Vôlei UM Itapetininga (SP) nas quartas de final e o Sesc RJ na semifinal. Já a equipe taubateana eliminou o Vôlei Renata (SP) na primeira etapa decisiva e o Sada Cruzeiro (MG) na semifinal.

Veja também