Santuário de Aparecida prepara programação especial para Semana Santa

Por: Share:
Celebrações acontecem em diversos horários recordando Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus. (Foto: Thiago Leon)

A Semana Santa reúne as principais celebrações do calendário católico. Recordando a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus, as cerimônias são repletas de simbolismos próprios, que emocionam os fiéis. No Santuário Nacional, uma programação especial foi preparada para este período, que se inicia no próximo domingo (14) e segue até o dia 21.

Com aclamações à realeza de Jesus, adornadas pelas folhagens nas mãos do povo, a abertura das celebrações acontece no Domingo de Ramos (14). Para marcar a data, a principal missa do dia, às 7h30, se inicia na parte exterior da Basílica de Aparecida, no Memorial dos Construtores, com a bênção e procissão dos ramos até o interior do maior templo mariano do mundo.

Nas outras seis missas que serão celebradas ao longo do dia, não haverá procissão, mas apenas a bênção e distribuição dos ramos. Além do início diferente do rito habitual, o Evangelho também é substituído pela proclamação da História da Paixão, narração dos últimos momentos da vida de Cristo e sua morte na cruz.

As celebrações serão intensificadas durante o Tríduo Pascal, ponto alto da semana. A partir de quinta-feira (18), as atividades acontecem em horários diferentes dos tradicionais. Neste dia, apenas duas missas serão realizadas no maior templo mariano do mundo.

A primeira delas, às 9h, abençoa os Óleos que serão utilizados ao longo de todo o ano na administração dos sacramentos do Batismo e da Unção. Ainda nesta missa, o Óleo do Crisma é confeccionado e consagrado pelo Arcebispo de Aparecida, Dom Orlando Brandes. O rito contempla ainda a renovação das promessas sacerdotais, momento em que os padres reafirmam os votos realizados no dia de sua ordenação presbiteral.

Ainda na noite de quinta-feira, às 21h, acontece a Missa da Ceia do Senhor. Um dos momentos mais marcantes é o rito do Lava-pés, quando representantes da sociedade civil terão seus pés lavados por Dom Orlando. O momento recorda o mandato de Jesus de serviço ao próximo, além da instituição da Eucaristia, instaurada pelo próprio Cristo.

Já na Sexta-feira Santa (19), conforme a tradição católica, não são celebradas missas, já que a liturgia da data é centrada no sofrimento e morte de Jesus. Por isso mesmo, a principal cerimônia do dia é a Celebração da Paixão do Senhor, às 15h, seguida da procissão do Senhor Morto. Ao longo do dia, outros momentos oracionais como a meditação da Via Sacra, o Sermão das Sete Palavras de Jesus na Cruz e a oração da Liturgia das Horas também acontecem na Basílica.

O ápice do Tríduo Pascal e de todo o calendário católico é a celebração da Páscoa. Por isso mesmo, desde a noite do sábado (20), as celebrações já recordam a Ressurreição de Jesus. Nesta data, às 20h, acontece a solene Vigília Pascal, a celebração mais importante do ano para os cristãos. O extenso rito recorda toda a história bíblica da humanidade, desde Adão, até a vitória de Cristo sobre a morte. A celebração também é marcada pela bênção do fogo novo, que acende o Círio Pascal, um dos símbolos do período. A partir dele, os fiéis também acendem suas velas, renovando seu batismo.

As celebrações da Páscoa se estendem por todo o domingo (21). Nesta data serão realizadas sete missas durante todo o dia. A primeira delas começa às 5h30, seguida pela Procissão da Ressurreição. Logo após, ás 8h, Dom Orlando Brandes preside o principal rito do dia. As demais missas acontecem de duas em duas horas até às 18h.

Além das celebrações principais, outras atividades estão previstas durante os sete dias de comemorações. A programação completa pode ser encontrada em www.a12.com/semanasanta.

Veja também