Refletindo serviço aos pobres, romaria reúne milhares de vicentinos em Aparecida

Share:
Peregrinação, que neste ano chega à 49ª edição, é uma das maiores acolhidas pelo Santuário Nacional. (Foto: SSVP/CMBH)

Mais de 30 mil participantes da Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP) devem passar pelo Santuário Nacional neste fim de semana na 49ª Romaria Nacional dos Vicentinos. Neste ano, a peregrinação, uma das maiores acolhidas pela Basílica da Padroeira do Brasil, acontece de sexta (05) a domingo (07) em Aparecida (SP).

Pela primeira vez, a abertura da Romaria acontece na sexta-feira (05). Neste dia, às 17h, os vicentinos brasileiros vão se reunir no Caminho do Rosário, localizado na Cidade do Romeiro, para iniciar a contemplação do terço. Em cada mistério será possível refletir sobre as cinco virtudes de São Vicente de Paulo: mansidão, simplicidade, zelo, mortificação e humildade.

No sábado (06), acontece a maior parte dos eventos da peregrinação. O dia de se inicia com uma Via-Sacra no Morro do Cruzeiro às 9h. No período da tarde, os participantes se reúnem no Centro de Eventos Padre Vitor Coelho de Almeida , onde acontecem workshops, apresentações culturais e um festival musical. Entre as atrações, está a apresentação da participante do The Voice Kids, Laura Kaori. A cantora é membro da Conferência Santo Antônio, na cidade de Moreira Sales (PR).

O último dia da Romaria, domingo (07), é também o que reúne maior número de participantes. Nela, acontece o ponto alto da peregrinação, a missa rezada no Altar Central da Basílica. A celebração será presidida pelo bispo de Caraguatatuba (SP), Dom José Carlos Chacorowski. O religioso pertence à Congregação da Missão, ordem de padres fundada por São Vicente de Paulo, santo que inspira o carisma vicentino. Também neste dia, como tradicionalmente acontece todos os anos, os participantes vão renovar o compromisso de serviço aos pobres.

A peregrinação é o maior encontro anual de participantes da Sociedade de São Vicente de Paulo. Para o presidente nacional da entidade, Cristian Reis da Luz, o momento impulsiona os trabalhos desenvolvidos pelos vicentinos, que se dedicam a cuidar de pessoas em situação de vulnerabilidade social nas paróquias e comunidades. “Recebemos aqui um combustível para nossos trabalhos semanais junto às famílias que socorremos e amamos. Um combustível que vem de Deus”, afirma.

Vicentinos no mundo – Com mais de 700 mil membros espalhados pelo mundo, a Sociedade de São Vicente de Paulo é um dos movimentos mais populares da Igreja Católica, marcando presença em 143 países. O Brasil concentra o maior número de participantes, com mais de 250 mil voluntários, organizados em cerca de 20 mil Conferências e 36 Conselhos Metropolitanos.

Milagre brasileiro – O país também pode possibilitar a canonização do fundador dos vicentinos, Beato Frederico Ozanam. Em 1926, uma cura alcançada na cidade de Niterói (RJ) constituiu-se no milagre necessário à beatificação, reconhecido em 1996. A cerimônia de beatificação foi celebrada a 22 de agosto de 1997, na Catedral Notre Dame de Paris, pelo Papa João Paulo II.

Atualmente, um possível segundo milagre, também acontecido no Brasil, é analisado pelos peritos que compõem a Causa de Canonização que quer elevar o leigo católico à honra dos altares. O caso aconteceu em 2014, na cidade de Conselheiro Lafaiete (MG). Trata-se de uma graça obtida em favor de um nascituro, cuja calota craniana não havia se formado no tempo previsto, o que terminaria por configurar um caso de anencefalia. Após a família recorrer a intercessão de Ozanam, a formação craniana se apresentou completa. Hoje, a criança possui quatro anos de idade.

Veja também