Copa do Brasil: Corinthians tem a missão de reverter a vantagem da Chapecoense para avançar

Share:

O Corinthians recebe a Chapecoense pela quarta fase da Copa do Brasil nesta quarta-feira (24), às 21h30, na Arena Corinthians. O tricampeão paulista precisa reverter a derrota por 1 a 0 em Chapecó para avançar na competição nacional.

Após conquistar o seu trigésimo Paulistão Sicredi, o Corinthians tem a missão de superar a Chapecoense, ao menos com um gol, para avançar. No primeiro encontro entre os clubes, o time de Santa Catarina fez 1 a 0 e leva a vantagem do empate.

Ainda na ressaca da conquista estadual, Carille fez mistério para definir o time titular. “Vou olhar no olho de cada um e só de olhar no olho eu já sei. Tem uns lá que vou olhar bem. Os jogadores vão saber quem vai para campo”, disse o comandante alvinegro.

Apesar de nunca ter perdido em sua casa para os catarinenses, o Corinthians terá de quebrar um tabu contra o clube de Santa Catarina. Em solo alvinegro, o clube paulistano nunca venceu a Chapecoense por uma diferença superior a dois gols. Até o momento foram quatro empates e duas vitórias.

Vantagem alviverde
Vice-campeão catarinense, o técnico Ney Franco confia na classificação alviverde. “A gente vai pegar uma equipe que também jogou. Corinthians foi campeão, desgastou emocionalmente, fisicamente. Nossa equipe tem todas as condições de se recuperar fisicamente para esse confronto da Copa do Brasil. Vamos com expectativa enorme de conseguir um bom resultado e avançar”, disse o treinador.

Ficha técnica:
Corinthians x Chapecoense;
Horário: 21h30;
Local: Arena Corinthians, em São Paulo;

Árbitro: Daniel Nobre Bins;
Árbitro Assistente 1: Elio Nepomuceno de Andrade Junior;
Árbitro Assistente 2: Leirson Peng Martins;
Quarto Árbitro: Salim Fende Chavez;

Corinthians: Cássio; Fagner, Manoel, Pedro Henrique e Danilo Avelar; Ralf, Ramiro e Sornoza; Pedrinho, Clayson e Gustavo. Técnico: Fábio Carille.

Chapecoense: Tiepo; Eduardo, Gum, Douglas e Bruno Pacheco; Márcio Araújo, Elicarlos e Gustavo Campanharo; Régis, Aylon e Everaldo. Técnico: Ney Franco.