Grande quantidade de isopor é retirada do mar pela Ação Lixo Marinho

Por: Share:
Equipe percorreu de norte a sul da Ilha recolhendo resíduos da costeira e da água. (Foto: Divulgação/OPL)

O sábado (2), e domingo (3) de Carnaval foi agitado para a equipe da Ação Lixo Marinho, realizada pela empresa Operação Praia Limpa. No lugar do confete e serpentina, passaguá na mão para recolher lixo do mar.

No sábado, 2, a equipe percorreu o lado norte da Ilha, até a praia do Pacuíba, fazendo a abordagem de embarcações, entregando folders e conscientizando as pessoas sobre o descarte correto do lixo, além de distribuição de sacolas retornáveis ecológicas.

Veja também
• Brasil é o 4º país que mais produz lixo no mundo, diz WWF
• Prefeitura recolhe quase 300 toneladas de lixo após desfile no Rio
• Aprovada proibição de canudos de plástico em Taubaté
• Operação Praia Limpa resgata tartaruga e retira 170 kg de lixo do mar em Ilhabela

No domingo, 3, a embarcação da Ação Lixo Marinho começou seu trabalho de conscientização e limpeza de superfície e costeira no sul de Ilhabela, da praia do Veloso ao Cabarau, e em seguida, seguiu para o norte, na praia do Jabaquara.

Ao todo, foram retirados 80kg de lixo, em sua maioria um volume impressionante de isopor e plástico. Também foram encontrados uma bateria de carro, colchão, pneus e material de pesca. “Em questão de número, 80kg pode não parecer grande coisa, mas o plástico e o isopor pouco pesam. Mas a quantidade que tiramos do mar e das costeiras desses materiais foram absurdas. Enchemos sacos de lixos e lotaram um barco e a caçamba de uma caminhonete”, explicou o Diretor da Operação Praia Limpa, Rogério Vieira Lima Muniz.

Na natureza, o isopor leva em torno de 150 anos para ser degradado. Quando no mar, as pelotas de isopor, que são quimicamente compostas por carbono e hidrogênio, são confundidas com organismos marinhos, e ingeridas por cetáceos e peixes, afetando-lhes o sistema digestivo.

Durante a ação para a retirada de lixo da costeira, o que chama a atenção é que entre os resíduos encontrados, muitos estão lá há muito tempo. “Não é fácil chegar até as costeiras para retirar o lixo. Nem sempre a condição do mar ajuda, mas a ação está conseguindo realizar com sucesso o recolhimento dos materiais encontrados entre as pedras”, garante o Diretor.

Equipe a OPL fez a entrega folders e distribuição de sacolas retornáveis ecológicas. (Foto: Divulgação/OPL)

A Ação Lixo Marinho, realizada pela empresa Operação Praia Limpa teve início em fevereiro e segue até o final do mês de abril, e mesmo com o inicio da baixa temporada, segue pelo mar e nas comunidades conscientizando pescadores e ocupantes das embarcações sobre o descarte correto do lixo.

A ação Lixo Marinho realizada pela empresa Operação Praia Limpa é contratada pela Prefeitura Municipal de Ilhabela, através da Secretaria de Meio Ambiente, e recebe o apoio institucional das empresas Concessionária Chevrolet Veibrás, Macboot, Rádio Ilhabela FM, ABLM, Instituto Supereco e KR Turismo.

Para conhecer mais sobre o Projeto Operação Praia Limpa, visite o facebook: https://pt-br.facebook.com/operacaopraialimpa/

Veja também