Dia do Artesão será comemorado com baile retrô em praça central de Pinda

Por: Share:
Evento acontecerá na praça 7 de Setembro. (Foto: Sérgio Ribeiro/PortalR3)

O dia 19 de março foi instituído pela ONU para comemorar o dia do Artesão e, para comemorar a data, o Fundo Social de Solidariedade de Pindamonhangaba, com apoio da Prefeitura, realiza neste sábado (16), o evento Arte Encanto Dançante. Será a partir das 18 horas, na Praça Sete de Setembro, com entrada gratuita.

Para a festa, estão sendo organizadas uma grande feira de artesanato, ao som de DJ com os sucessos retrô dos anos 80 e 90. Dançarinos de toda a cidade estão convidados a participar do evento comemorativo. Haverá, ainda, uma praça de alimentação com food trucks.

Para a presidente do Fundo Social de Solidariedade, Cláudia Domingues, a comemoração é importante para homenagear e prestigiar os artesãos da cidade. “A profissão de artesão é uma atividade antiga e que merece todo o nosso respeito, por toda a sua importância para o folclore, cultura e desenvolvimento do nosso país”, destacou. “Este evento foi pensado para fomentar a economia e proporcionar um momento de lazer para os artesãos e população”.

Apoio ao artesanato
O Projeto Arte Encanto, do Fundo Social de Solidariedade, é um reforço positivo no apoio aos artesãos da cidade. A loja Arte Encanto, instalada pelo Fundo Social de Solidariedade, no Shopping Pátio Pinda, registra sucesso de vendas e faturamento, que é revertido aos próprios artesãos, que comercializam sua produção e se revezam no atendimento ao público. O local é, ainda, referência para outras cidades, que se inspiram no projeto do Fundo Social de Pinda.

De janeiro a dezembro de 2018, o rendimento da loja foi total de R$ 152.672,80. Lembrando que este balanço é apenas referente à loja, não estão inclusos os ganhos referentes às feiras e participações em eventos.

A presidente do Fundo Social de Solidariedade, Cláudia Vieira Domingues, explica que a valorização e o investimento nos artesãos fazem parte da estratégia de gestão da prefeitura em fomentar a economia criativa. “Desde que assumimos o Fundo Social, uma das nossas prioridades foi investir como nunca se fez para incentivar os artesãos da cidade. Implementamos uma loja de qualidade e praticamente em todos os eventos inserimos a participação dos artesãos locais”.

Veja também