Alargamento interdita parcialmente Avenida São João para passagem de pedestres

Por: Share:
Nesta fase, a calçada em frente ao Poupatempo será demolida para ampliação das pistas de rolamento. Enquanto durarem os trabalhos, os pedestres vão caminhar por uma passagem protegida. (Foto: Charles de Moura/PMSJC)

A partir desta terça-feira (12), a Prefeitura de São José dos Campos vai bloquear a faixa à direita da Avenida São João, região oeste, entre as avenidas Eduardo Cury e Miguel Naked para a realização de mais uma etapa das obras do Arco da Inovação – ponte estaiada.

Nesta fase, a calçada em frente ao Poupatempo será demolida para ampliação das pistas de rolamento. Enquanto durarem os trabalhos, os pedestres vão caminhar por uma passagem protegida por cerquites, instalada ao longo do trecho interditado.

A previsão é de que os trabalhos sejam concluídos em 15 dias. Neste período, a circulação de pedestres deve ser feita apenas pelos locais indicados. Aos motoristas, a orientação é para que respeitem a sinalização e reduzam a velocidade ao passar pelo trecho de obras.

Ampliação
Os serviços de alargamento das pistas realizados nas avenidas São João e Jorge Zarur visam preservar a capacidade de tráfego das vias durante as próximas fases da obra, quando as pistas à esquerda serão suprimidas para implantação dos acessos de conexão e encaixe com a ponte estaiada.

A ampliação do trecho de descida da Avenida São João, entre a Rua Irmã Maria Demétria Kfuri e Avenida Eduardo Cury será concluída nesta segunda-feira (11), com a implantação da sinalização de solo. A pintura das faixas começará a ser feita a partir 20h.

Apesar dos serviços não demandarem interrupções ao tráfego de veículos, os condutores que utilizam a avenida São João no sentido bairro apenas como passagem, devem evitar passar pelo local ou buscar rotas alternativas.

Arco da Inovação
Diariamente, 60 mil trabalhadores passam pelo trecho do Colinas em 1.246 viagens de ônibus. Ao todo, 180 mil veículos circulam pelo local. Diminuir o tempo e o cansaço da rotina diária, no principal ponto de congestionamento da cidade, serão os principais ganhos com o Arco da Inovação.

A ponte estaiada é um método de construção mais eficaz e econômico, além do modelo ser menos agressivo ao meio ambiente.

O investimento de R$ 48,5 milhões só pode ser usado em obras de infraestrutura, não podendo ser aplicado em saúde ou educação, por exemplo.

Esse valor, destinado a obras de infraestrutura, é resultado da economia em outras licitações, como da Via Cambuí. O próprio Arco da Inovação gerou economia de R$ 14 milhões.

Veja também