Tricolor estreia na Libertadores jogando na Argentina nesta quarta (6)

Por: Share:

A Taça Libertadores da América tem início nesta quarta-feira (5) para o São Paulo. O Tricolor enfrenta o Talleres-ARG, na Argentina, pela fase prévia do torneio. Brasileiro com o maior número de títulos, ao lado de Santos e Grêmio, o time do Morumbi quer iniciar o torneio com o pé direito em território argentino.

Tricampeão do torneio, o São Paulo retorna à competição após dois anos de ausência. Além de maior vencedor brasileiro com três títulos, ao lado de Santos e Grêmio, o Tricolor é a equipe nacional que mais chegou à final do torneio- 1974, 1992,1993, 1994, 2005 e 2006.

Contratado para ser o titular da meta são-paulina, Tiago Volpi fez uma projeção para o embate diante dos argentinos. “Acho que a gente chega em um momento bom, com um nível de confiança bom. Sabemos das dificuldades que será enfrentar o Talleres, pois é uma equipe que há muito tempo não disputa o torneio e vão querer dificultar o jogo. Conhecemos o estilo de jogo argentino e esperamos um confronto muito duro, de muita imposição física, mas esperamos sobressair e levar um resultado positivo para São Paulo”, disse ao programa Seleção SporTV.

Respeito argentino
O Talleres volta a competição continental após 17 anos. O técnico argentino Juan Pablo Vojvoda pede respeito ao time paulista. “O São Paulo é primeiro de tudo um time acostumado a jogar partidas internacionais. Um time com individualidades conservadas do ano passado e com contratações de jogadores de muita qualidade. Ou seja, é um clube com história e devem estar exigidos a fazer um bom torneio internacional. Todos sabem o que pretendemos”, disse o técnico argentino ao GloboEsporte.com.

Ficha Técnica:
Talleres-ARG x São Paulo
Horário: 21h30;
Local: estádio Mario Alberto Kempes, em Córdoba, na Argentina;
Árbitro: Wilmar Roldán (COL);
Assistente 1: Alexander Guzman;
Assistente 2: John Alexander Leon;
4º árbitro: Carlos Herrera Bernal.

Talleres: Herrera; Godoy, Tenaglia, Komar e Bersano; Pochettino, Cubas, Guiñazú e Ramírez; Palacios e Dayro Moreno. Técnico: Juan Pablo Vojvoda.

São Paulo: Tiago Volpi; Bruno Peres, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Jucilei (Willian Farias), Hudson e Hernanes; Nenê (Diego Souza), Everton e Pablo. Técnico: André Jardine.