São José sedia Oficina sobre Governança da Restauração Florestal

Por: Share:
O município de São José dos Campos integra a rede de atores e desenvolve projetos de restauração florestal da Bacia do Rio do Peixe, visando a proteção dos recursos hídricos e da biodiversidade. (Foto: Divulgação/PMSJC)

A Prefeitura de São José dos Campos sediou, nesta segunda (25) e terça-feira (26), uma oficina sobre Governança da Restauração Florestal, realizada pelo WRI Brasil em parceria com o grupo de Atores da Restauração do Vale do Paraíba, Universidade de São Paulo e Universidade Estadual de Campinas. O evento foi realizado no auditório da Casa do Café, no Parque da Cidade Roberto Burle Marx.

A oficina teve como objetivo avançar nas discussões sobre governança da restauração florestal no Vale do Paraíba, definindo objetivos comuns e convergência de ações, bem como melhorar o trabalho em rede.

Participaram cerca de 30 representantes de 19 instituições da região e ONG’s Nacionais, dentre elas Prefeitura de São José dos Campos, Instituto nacional de Pesquisas Espaciais – Inpe, Instituto Chico Mendes de Proteção a Biodiversidade – ICMBio, Companhia Ambiental do Estado de São Paulo – Cetesb, Fundação Florestal, Universidade Estadual “Júlio de Mesquita Filho” – Unesp, Universidade de São Paulo – USP, Universidade do Vale do Paraíba – Univap, Conselho da APA Estadual São Francisco Xavier, The Nature Conservance (TNC), WRI, Associação Corredor Ecológico do Vale do Paraíba, Instituto Coruputuba, Crescente Fértil, Instituto Suinã, entre outras entidades.

O evento deu continuidade aos trabalhos do 3º Encontro dos Atores da Restauração Florestal, realizado em novembro de 2018, que reuniu aproximadamente 200 técnicos e pesquisadores de organizações públicas e privadas, estudantes e proprietários rurais da região. O encontro abordou a importância da temática da Restauração Florestal no Vale do Paraíba e a integração de atores, políticas públicas e tecnologias, visando a manutenção dos serviços ambientais, dentre eles a produção de água, fundamental para o abastecimento das populações e o funcionamento de cadeias produtivas.

O evento contou com palestras sobre cenário político-econômico e a governança do Projeto Pro-Restaura, coordenado pela WRI Brasil, e a metodologia ROAM (Metodologia de Avaliação de Oportunidades de Restauração). Durante as oficinas serão desenvolvidos os temas: mapeamento de atores, fluxos e atuação no Vale do Paraíba, aspectos legais sobre restauração e arranjos de governança para a restauração Florestal no Vale do Paraíba.

Além de promover a sinergia entre ações regionais, a participação da Prefeitura de São José dos Campos na Rede de Atores da Restauração também fortalece a realização do projeto de restauração de 210 ha em 40 propriedades na Bacia do Rio do Peixe, em São Francisco Xavier, que teve início em janeiro de 2019. O projeto visa a proteção dos recursos hídricos e conta com investimento de 3 milhões do Fundo Nacional de Meio Ambiente, que contribuirá também para economia local e geração de emprego e renda.

Rede de Atores da Restauração

A Rede dos Atores de Restauração Florestal incentiva a restauração florestal no Vale do Paraíba com fins ecológicos e também econômicos, a partir de métodos e técnicas com potencial para promover tanto a recomposição florestal, quanto a geração de renda para proprietários rurais. Uma forma de responder à demanda por uma nova economia rural regional.

Integrando mais de 100 instituições, a Rede vem se estruturando desde 2016 como um elo entre os diferentes setores envolvidos na atividade de restauração florestal no Vale – desde coletores de sementes e produtores de mudas, responsáveis pelas ações de restauração em campo (empresas e ONG’s), universidades, produtores rurais, prefeituras e também os idealizadores das políticas públicas e coordenadores de grandes programas e projetos de conservação florestal, mudanças climáticas e recursos hídricos (comitês de bacia, governos estaduais e federal, ONG’s internacionais).

A Rede tem também como objetivo fornecer apoio na definição de políticas públicas florestais para o Vale do Paraíba e fomentar a economia florestal na região, por meio de articulação com parceiros, geração de conhecimento e apoio técnico à cadeia produtiva regional.