Moda infantil evolui e profissionais autônomos ganham espaço no mercado

Por: Share:
Especialistas do Senac Pindamonhangaba destacam a formação e a atualização profissional como diferenciais para quem atua na área. (Foto: Pixabay)

Diferentemente do que acontecia na Idade Média, quando as roupas do vestuário infanto-juvenil eram réplicas miniaturizadas do adulto, o mercado de moda atual oferece uma grande diversidade de peças e modelos apropriados para todas as fases da vida, atendendo a esse público cada vez mais participante na escolha e compra dos produtos que melhor os agradam.

As marcas já perceberam essa mudança de comportamento e vêm acompanhando a necessidade de consumo de crianças e jovens. Os tecidos evoluíram para proporcionar mais conforto e liberdade, ao mesmo tempo em que o apelo estético ganhou força, com as crianças cada vez mais conectadas e informadas, tendo voz própria para expressar seus gostos.

Para quem trabalha como autônomo no segmento de modelagem e confecção infantil, essa também é uma oportunidade de atender demandas específicas, com a produção de peças personalizadas e fantasias, nichos que vêm crescendo a cada dia. No entanto, estar antenado ao que acontece no universo infantil e buscar uma capacitação é fundamental para sobreviver nesse mercado.

Célia dos Santos, docente da área de moda do Senac Pindamonhangaba, explica que novos tecidos e maquinários mais eficientes surgem a cada dia, por isso, a procura por qualificação e atualização profissional deve ser uma constante. “Além de garantir a maior confiança do cliente na hora de contratar o serviço, a especialização na área eleva a qualidade do serviço.”

No Senac Pindamonhangaba, por exemplo, o curso Modelagem e Confecção Infantil ensina os alunos a interpretar tabelas de medidas, traçar bases de modelagem, adaptar modelos, cortar e costurar as peças modeladas, incentivando o empreendedorismo. Após a formação, os alunos possuem uma gama variada de possibilidades de negócio, seja no ramo de roupas infantis, criando uma marca própria e o próprio negócio; seja, ainda, encontrando emprego em confecções ou ateliers de costura.

Barbara de Pieri Viana, também docente da área de moda do Senac Pindamonhangaba, reforça que um diferencial do mercado nunca deve ser esquecido: a criatividade. “Seja na forma de se produzir diminuindo custos ou no caráter de design para destacar o produto perante aos demais, a criatividade deve ser exercitada todos os dias, até que possamos enxergar as mesmas coisas com novos olhares”, finaliza.

Serviço:
Senac Pindamonhangaba
Endereço: Rua Suíça, 1255 – Santana – Pindamonhangaba/SP
Informações: www.sp.senac.br/pindamonhangaba