Matrículas de cursos de idiomas estão abertas para alunos da Rede Estadual de Ensino

Por: Share:
Interessados podem ingressar em cursos de até sete línguas de acordo com a oferta de cada unidade. (Foto: Secretaria de Educação do Estado de São Paulo)

Alunos da rede de ensino paulista que desejam aprender um novo idioma em 2019 já podem garantir sua vaga em uma das unidades do Centro de Estudos de Línguas (CEL). As matrículas estão abertas nas 200 unidades espalhadas por todo território paulista.

São aulas gratuitas de alemão, espanhol, francês, inglês, italiano, japonês ou mandarim, voltadas para estudantes do ensino regular e integral. A oferta e idiomas, no entanto, varia de acordo com a unidade.

Clique aqui para encontrar o CEL mais próximo

Para fazer o cadastro, basta comparecer a uma unidade do CEL e apresentar os documentos pessoais do candidato. No caso de menores de 18 anos, o processo precisa ser realizado por pais ou responsáveis.

A programação do primeiro semestre de 2019 tem início previsto para fevereiro.

Gramática e conversação

O curso é organizado por semestre (seis no total) com aulas quatro vezes por semana no contraturno do horário regular ou aos sábados para estudantes a partir do 7º ano do Ensino Fundamental. A única exceção é o inglês, voltado para o Ensino Médio e duração de dois semestres (um ano).

O plano de estudo, por sua vez, tem foco na gramática e conversação. O rendimento dos estudantes é avaliado em provas escritas e orais em sala de aula. Além do certificado, o desempenho, carga horária e nível são registradas no histórico escolar.

“Além de aprender um novo idioma, as aulas presenciais dão a oportunidade do jovem ampliar sua formação cultural, explorando os costumes de outros países”, comenta Herbert Gomes da Silva, diretor do Centro do Ensino Fundamental Anos Finais, Ensino Médio e Educação Profissional – CEFAF.

Novas oportunidades

Aprender um novo idioma é, muitas vezes, o caminho ideal para conquistar a oportunidade dos sonhos. Por isso, a iniciativa da Secretaria de Estado da Educação é fundamental para o desenvolvimento de milhares jovens paulistas.

O ex-aluno Bruno Souza Ribeiro, por exemplo, conta que muitas portas se abriram depois que começou a frequentar o curso de espanhol na escola Rui Bloem. “Eu tive as melhores oportunidades da minha vida. Nunca pensei que pudesse acontecer tantas coisas boas em um curto período”, diz.

Veja também