Hoje é dia de clássico Palmeiras e Santos pelo Paulistão

Por: Share:

Dando continuidade a oitava rodada do Paulistão, dois confrontos movimentam o sábado (23). A primeira partida do dia acontece às 16h30, em Campinas, onde o Guarani recebe o São Caetano no reencontro de Pintado com os bugrinos. Já às 19h, Palmeiras e Santos se encontram no Allianz Parque, no embate entre Luiz Felipe Scolari e Jorge Sampaoli, que pode dar a vaga ao Santos às quartas de final.

Guarani x São Caetano
Horário: 16h30;
Local: estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas;

Guarani: Giovanni, Léo Príncipe, Ferreira, Victor Ramos e Diego Giaretta; Deivid e Ricardinho; Diego Cardoso, Thiago Ribeiro e Jefferson Nem; Fernando Viana. Técnico: Osmar Loss.

São Caetano: Jacsson; Alex Reinaldo, Joécio, Max e Capa; Willians (Vinicius Kiss), Pablo e Vitinho; Minho, Rafael Marques e Bruno Mezenga. Técnico: Pintado.

Terceiro colocado do Grupo B, o Guarani recebe o São Caetano para continuar firme na briga pela classificação. O técnico Osmar Loss fez uma projeção para esse duelo. “Sabemos que o São Caetano vem de moral elevado pela recuperação no último jogo. É uma partida decisiva para eles também, pelo que busca, mas também é decisiva para nós. Não adianta pensar no próximo jogo. É pensar agora. Se conseguir uma pontuação máxima nessa série, vai brigar pela classificação na reta final”, disse Loss.

Do outro lado, o São Caetano ainda busca a primeira vitória no Paulistão para tentar sair da zona de descenso. O técnico Pintado, velho conhecido do torcedor bugrino, projetou o confronto. “Eles possuem jogadores de velocidade e que fizeram belos jogos contra as grandes equipes. O último resultado deles não foi positivo, mas o Guarani já demonstrou que é forte e isso exige de nós muito cuidado. Jogando em casa, eles vão pressionar para buscar o resultado. Partida bastante difícil, intensa e que exige muita atenção”, analisou Pintado.

Palmeiras x Santos
Horário: 19h;
Local: Arena Allianz Parque;

Palmeiras: Weverton; Mayke, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Lucas Lima (Ricardo Goulart); Carlos Eduardo, Dudu e Borja. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Santos: Vanderlei; Victor Ferraz; Felipe Aguillar, Gustavo Henrique e Copete; Jean Lucas, Diego Pituca, Jean Mota, Cueva e Carlos Sánchez (Soteldo): Dérlis Gonzalez (Rodrygo). Técnico: Jorge Sampaoli.

Palmeiras e Santos fazem o clássico da rodada. A partida marca o reencontro entre Felipão e Sampaoli, já que ambos decidiram uma vaga às quartas de final da Copa do Mundo do Brasil, em 2014. Na oportunidade, o Brasil, de Felipão, levou a melhor na disputa de pênaltis, após empate por 1 a 1.

O capitão palmeirense Bruno Henrique falou sobre a possibilidade de enfrentar o rival com um time misto. “Independentemente de quem vai jogar, é o Santos. Tem que respeitar. A gente sabe que vai ser muito difícil, como sempre foi jogar contra o Santos. Trabalhamos muito bem, e a gente espera fazer um grande clássico”, disse o volante.

Do outro lado, o Santos pode ser a primeira equipe classificada às quartas de final. Para isso acontecer, os comandados de Sampaoli terão de vencer o clássico e torcer para a Ponte Preta perder para o Ituano. Seria a primeira vez que uma equipe avançaria na oitava rodada do Paulistão.

Provável titular do meio-campo santista, o peruano Cueva falou sobre a expectativa para o clássico. “É diferente. Sempre precisamos vencer. Acredito que estamos preparados para encarar essa partida. Fui bem em alguns clássicos paulistas quando estive em campo, mas isso é passado e agora estou no Santos. Quero dar o melhor de mim aqui dentro para alcançar a vitória neste primeiro clássico pelo clube”, concluiu o camisa 8.