Fuzis apreendidos em aeroporto do Rio serão usados por delegacias

Por: Share:
(Foto: Divulgação/Polícia Federal)

Uma parte dos fuzis apreendidos pela Polícia Civil em uma operação em junho de 2017 no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro já foi distribuída para alguns departamentos da instituição.

De acordo com o delegado Marcus Amin, titular da Delegacia Especializada de Armas, Munições e Explosivos (Desarme), 14 fuzis AR-15, um G3 e alguns AK-47 apreendidos foram encaminhados para os departamentos especializados da Polícia Civil e de lá serão enviados às delegacias policiais.

Amin informou que os 60 fuzis foram liberados para acautelamento e que alguns fuzis AK-47 ainda não foram entregues por falta de munição.

Segundo o delegado, em março do ano passado, o Exército deu parecer favorável para a Polícia Civil do Rio usar 15 fuzis AR-10, que estavam entre os 60 apreendidos. No entanto, naquela ocasião, ainda faltava a autorização da Justiça para a corporação passar a usar as armas.

Armas vieram de Miami
As armas foram encontradas em contêineres, escondidas em aquecedores para piscinas, no terminal de cargas do aeroporto. A mercadoria ilegal veio de Miami, nos Estados Unidos.

Na época, quatro pessoas foram presas, acusadas de participar da importação ilegal. Conforme investigações da Polícia Civil, um brasileiro que vive em Miami lidera a organização criminosa que tentou exportar o armamento.

Veja também