Escolas das comunidades tradicionais de Ilhabela passam por reforma e ampliação

Por: Share:
(Foto: Divulgação/PMI)

A Prefeitura de Ilhabela, por meio das secretarias de Educação e Planejamento Urbano, Obras e Habitação, realiza reformas e ampliações nas escolas de Ilha da Vitória e Vereador José Donizete da Silva (Praia da Fome).

As comunidades tradicionais têm recebido uma série de melhorias. “Formamos uma comissão no ano passado com o objetivo de desenvolver o planejamento e execução de projetos de melhorias físicas em todas elas. Dentro desse planejamento estão as escolas, que precisam ter um espaço adequado para as crianças e para os professores que ficam alojados nas unidades”, declarou o prefeito Márcio Tenório.

Para a secretária de Educação, Yeda Lopes, “no último ano, além de pequenas melhorias nos prédios das escolas tradicionais, equipamos as unidades com geladeiras, freezers, notebooks e impressoras. Todos esses equipamentos são adequados para funcionar com a energia gerada pelas placas solares”.

Os projetos e obras são acompanhados pela Comissão Técnica das Comunidades Tradicionais (CTCT). “Os projetos são acompanhados pela comissão, e neles constam a ampliação das salas de aula, cozinha e áreas de serviços. Também serão realizadas melhorias na infraestrutura e nas instalações elétricas e hidráulicas”, explicou o presidente da comissão, Julio Secco.

Nas ampliações também constam uma sala com banheiro para uso exclusivo das equipes de saúde que atendem as comunidades.

Em breve as escolas das comunidades da Praia Mansa, Búzios e Serraria também serão contempladas com reformas e melhorias.

Mais obras

Além das escolas tradicionais, outras quatro unidades estão com obras a todo vapor: Prefeito Leonardo Reale, Waldemar Belisário, Antônio Marques Nogueira, Professora Maria Thereza de Freitas Vidal.

Desde as primeiras semanas do ano, a secretária de Educação, Yeda Lopes, tem percorrido as unidades escolares que passam por reformas, adequações e ampliações de espaços. “São obras e intervenções importantes que irão garantir segurança, conforto e bem estar aos alunos e funcionários”, finalizou.