Defesa Civil decreta estado de atenção em Ilhabela após cálculo do volume de chuvas

Por: Share:
Em reunião de emergência, Defesa Civil decreta estado de atenção no arquipélago. (Foto: Divulgação/PMI)

A Defesa Civil de Ilhabela decretou estado de atenção no município, após cálculo do volume de chuvas acumulado nas últimas 72 horas. Foram registrados 107,5 mm de chuva entre a manhã e a noite da quarta-feira (6).

O estado foi anunciado durante reunião de emergência convocada pelo prefeito, Márcio Tenório, e contou com as equipes formadas pelo órgão e por funcionários das secretarias de Obras, Habitação e Serviços Urbanos, com apoio de voluntários.

Na ocasião foram discutidas todas as ocorrências recebidas durante o dia inteiro, que foram prontamente atendidas por cerca de 50 homens, divididos em várias equipes. Foram 78 acionamentos na central da Defesa Civil, no entanto, de acordo com o órgão, mais de 100 chamados foram atendidos.

Diante do quadro exposto, mais a previsão de chuva para a madrugada, foi montada uma força tarefa, dividida em oito equipes que ficarão em alerta, mais uma equipe que ficará de plantão na base operacional da Defesa Civil, que acionará as demais, caso surjam novas ocorrências. A base do Corpo de Bombeiros, também está em alerta para atender as possíveis demandas.

Segundo o prefeito Márcio Tenório, a Prefeitura não mediu esforços e mobilizou diversos funcionários e secretários municipais para atender aos chamados. “Durante todo o dia nós estivemos na rua, acompanhando o trabalho das nossas equipes, no sentido de prestar atendimento à população. Contamos com uma equipe entrosada e acima de tudo comprometida. E esse comprometimento fez com que pudéssemos garantir a segurança dessas pessoas, que de alguma forma sofreram algum dano”, ressaltou Tenório.

As principais ocorrências foram deslizamento de terra, queda de muros, alagamentos em alguns trechos de vários bairros do município, queda de arvores sob fiação e via pública, deslizamento de blocos rochosos, inclusive uma pedra de aproximadamente 25 toneladas, no bairro do Itaguassú, que interditou a Rua Lincon Feliciano. Entre os casos mais graves estão as remoções de quatro famílias, uma do núcleo Cantagalo, levada para o salão da Igreja Matriz, na Vila; duas da Via Panorâmica, levadas para casas de parentes e uma família da Barra Velha, também levada para casa de parentes.

Além das equipes de trabalho, estiveram presentes a secretária de Governo, Juliana Louro, e os secretários de Obras, Rogério de Lucca e de Serviços Urbanos, Luiz Lobo.

Serviço: A Defesa Civil pode ser acionada pelos telefones (12) 3896-2802 e 199; Corpo de Bombeiros (12) 3895-1045 e Prefeitura Municipal (12) 3896-9200.

Veja também