Em Ilhabela, Fundaci contrata FGV para reformular estrutura organizacional

Share:
A reforma administrativa e o PCCV são reivindicações antigas dos funcionários efetivos. (Foto: Divulgação/PMI)

O presidente da Fundaci (Fundação Arte e Cultura de Ilhabela), Adalberto Henrique da Silva Lopes, o Professor Beto, acompanhado do secretário executivo, Adilson Nascimento, assinou, na quarta-feira (23), o documento que autoriza a contratação da Fundação Getúlio Vargas (FGV), com o objetivo de elaborar uma nova estrutura organizacional e a formulação do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV) dos funcionários da instituição.

Professor Beto explicou que a reforma administrativa da Fundaci e o PCCV são reivindicações antigas dos funcionários efetivos e teve total apoio do prefeito Márcio Tenório.

Funcionários comemoraram a iniciativa. “Ver no prefeito e nos novos secretários, da Cultura e da Fundaci, o respeito que demonstram pelo servidor de carreira me fez muito feliz e crente na seriedade desta Administração”, comentou Regina Nogueira, funcionária administrativa da Fundaci.

O secretário executivo da Fundaci, Adilson Nascimento, disse que foi uma honra ter participado da fase de conclusão do processo. “Assumi o compromisso com os funcionários de entregar o processo concluído e assinado até o fim deste mês; cumprir esta meta foi gratificante, pois sei que desta forma estamos ajudando os funcionários da casa”.

O presidente da Fundaci destacou que atender essa demanda tão esperada pelos servidores da Fundação é uma obrigação. “Esta ação vem de encontro ao que o prefeito Márcio Tenório fez com o funcionalismo público, ao realizar o sonho de décadas e entregar o Planos de Cargos, Carreiras e Vencimentos do quadro geral do funcionalismo e do Magistério, além do Estatuto dos Servidores. É uma honra poder participar deste momento”, afirmou o Professor Beto.

O prefeito Márcio Tenório destacou que a contratação da FGV, indicada desde o início pelos servidores efetivos, que compõem as comissões de elaboração dos PCCVs, é mais um passo, entre as grandes melhorias realizadas em apenas dois anos pela atual gestão. “Já ocorreram outras grandes melhorias para o funcionalismo do arquipélago, como aprovação dos Planos de Cargos, Carreiras e Vencimentos do quadro geral do funcionalismo e do Magistério, além do Estatuto dos Servidores; ampliação da licença-maternidade de quatro para seis meses e da licença paternidade de cinco para 20 dias; concessão de reajuste salarial acima do índice da inflação; reajuste do Cartão Alimentação de R$ 270,00 para R$ 290,00, entre outros”, lembrou Tenório.

A Fundaci deverá iniciar os trabalhos junto a FGV no início de fevereiro. O objetivo é que em três meses essa nova estrutura seja apresentada para aprovação do Executivo e, posteriormente, enviada à Câmara Municipal para apreciação.