Taubaté recebe programação da Semana Modos de Acessar do Sesc São Paulo

Por: Share:
No Sesc Taubaté vão acontecer diversas atividades, como vivencia de danças, saraus e atividades esportivas. (Foto: divulgação)

No Brasil existe a Lei da Inclusão – LBI, ela foi aprovada no Congresso Nacional em 6 de julho de 2015, após 12 anos de tramitação. Para fomentar a discussão do tema, a Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Estado de São Paulo (SEDPcD) promove a Virada Inclusiva a partir de 2009. Desde 2011 o Sesc São Paulo é parceiro da SEDPcD.

Como forma de fortalecer a discussão e buscar possibilidades concretas de inclusão, o Sesc promove a Semana Modos de Acessar, programação especial que envolve várias unidades da capital, interior e litoral. Em 2018, a Semana Modos de Acessar reunirá uma série de atividades que incentiva o protagonismo das pessoas com deficiência, criando condições para sua inclusão em todos os aspectos – cultural, esportivo, educativo e cidadão.
No Sesc Taubaté, dia 5, às 14h, acontece o Slam do Corpo, com Corposinalizante.

O Slam do Corpo é o primeiro no país que aproxima poetas surdos e ouvintes, poemas em língua de sinais e em língua portuguesa. Tudo começa com uma dupla de poetas – um surdo e um ouvinte – que traduzem e apresentam textos nas duas línguas simultaneamente. A atividade, aberta à participação do público, começa com o “corpo aberto”, momento no qual pode-se apresentar poemas de forma livre, independente de autoria e tempo de duração. A batalha de poesias acontece no segundo momento, quando os poemas devem ser autorais, não podem ultrapassar 3 minutos e nem ter apoio de qualquer objeto de cena. O evento é apresentado por uma dupla de MCs (um surdo e um ouvinte) e conta com duas tradutoras-intérpretes de libras e um DJ.

No dia seguinte, às 19h, ocorre o Sarau Inclusivo, em parceria com o Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (COMDEF) e Escola Social Pró-Ativa e Grupo Ação e Cidadania. Neste espaço aberto as pessoas são convidadas a se manifestarem artisticamente sobre as dificuldades diárias enfrentadas pela pessoa com deficiência, intercalando com depoimentos do presidente do COMDEF, Aguinaldo Dátola.

Já no dia 8, às 9h30, acontece a vivência de Shuffleboard, com Abaeté Sports. Criado no século XV, na Inglaterra, a prática ficou muito popular como jogo sobre decks de navios de cruzeiro. Pode ser praticado por pessoas de todas as idades, funcionando como uma importante ferramenta para a promoção de integração, interação e inclusão social.

Também no dia 8, às 14h, é hora de dançar, com a vivência Dança Inclusiva, com Mateus Vasconcellos. Esta atividade, aberta a interessados com ou sem deficiência física, objetiva proporcionar às pessoas a possibilidade de desenvolver seu potencial de movimento e habilidades artísticas. A metodologia adotada funde técnicas variadas de trabalho corporal: contato e improvisação, exercícios de relaxamento, alongamento e fortalecimento e sequências coreográficas; a atividade finaliza com um bate-papo sobre a inclusão e o processo corporal.

Finalizando a programação, no dia 9, às 9h30, acontece o Festival de Futsal Masculino para Surdos. Equipes convidadas de futsal masculino, formadas exclusivamente por surdos, participarão de um festival esportivo da modalidade.

A Lei da Inclusão, conhecida como Estatuto da Pessoa com Deficiência, reforça a necessidade de ampliação dos direitos das pessoas com deficiência. Além de várias mudanças positivas relativas a aspectos de acessibilidade arquitetônica e adequação dos espaços, ela aborda a obtenção de conteúdos educativos e culturais como forma de garantir a efetiva participação desta população nas mais diversas atividades sociais.

Veja também