São José: Milhares usufruem de serviços e lazer no Conexão Juventude no Alto da Ponte

Por: Share:
Enquanto adultos e jovens recebem serviços, além de atrações culturais, as crianças divertem-se do início ao fim nos brinquedos do Conexão. (Foto: Charles de Moura/PMSJC)

Serviços e lazer. Essa dupla sempre faz sucesso quando se trata do Conexão Juventude e Ação. Não foi diferente o que ocorreu neste domingo (2), no Centro Comunitário do Alto da Ponte, na região norte. Milhares de pessoas passaram a tarde se divertindo ou aproveitando para colocar suas pendências em dia.

Entre os serviços oferecidos, muitas facilidades para o dia a dia. No PAT (Posto de Atendimento ao Trabalhador), carteira de trabalho na hora; na Fundhas (Fundação Hélio Augusto de Souza) e no Cephas (Centro de Educação Profissional Hélio Augusto de Souza), informações sobre quem se enquadra nas entidades e como se inscrever; no Centro de Medidas e Avaliação Física (Cmaf), medições e aconselhamento; na Secretaria de Manutenção da Cidade (SMC), informação sobre como solicitar serviços ou registrar reclamações; no Procon, informações, aberturas de reclamações e desbloqueio de Nota Fiscal Paulista.

Tudo isso e mais corte de cabelo, massagem relaxante, orientações sobre dependência química de mulheres e adolescentes, cadastro único no Cras (Centro de Referência de Assistência Social), clínica esportiva ministrada por profissionais do programa Atleta Cidadão, enfim, serviços para pessoas de todas as idades.

Lazer

A grande procura por parte das crianças e adolescentes que frequentam o Conexão Juventude, no entanto, é o lazer. Os maiores sucessos nessa área foram os jogos de realidade virtual, as aulas abertas de capoeira e de como tocar berimbau, tênis de mesa, caricaturas, oficinas de histórias em quadrinhos, de arte e de maquiagem, além dos procuradíssimos brinquedos infláveis, do touro mecânico e da cama elástica.

Tudo embalado por muita música eletrônica e também pelas apresentações da DJ Ludmilla, dos grupos Fusion Funk e Urban Mix e da dupla sertaneja Pedro Henrique e Matheus. Música da melhor qualidade animando a festa.

Diversão

A menina Isabele Vitória, 11 anos, moradora no Alto da Ponte, teve o primeiro contato de sua vida com um brinquedo de realidade virtual. “Nunca tinha brincado, gostei muito”. Seu irmão Matheus, de 13 anos, preferiu o tênis de mesa.

A poucos metros dali, Midian, 20 anos, também do Alto da Ponte, tocava berimbau junto com o instrutor e mais algumas pessoas, entre elas sua mãe. “Eu já fiz aula de capoeira e tocava um pouco de berimbau, hoje estou praticando um pouquinho mais”, disse ela, que estava acompanhada de quase toda a família e de vários amigos do bairro onde mora.

Essa foi a penúltima edição do Conexão Juventude e Ação neste ano. Mas o Alto da Ponte certamente já espera o Conexão de 2019, sempre com muito serviço, lazer e diversão.