São José: Colocação de tapumes prepara rotatória do Colinas para as obras de fundação do Arco da Inovação

Por: Share:
Na sequência, os tapumes serão colocados no canteiro central da avenida São João, no trecho entre a rua Maria Demétria Kfouri e a rotatória. (Foto: Divulgação/PMSJC)

Nesta quinta-feira (20), a Prefeitura de São José dos Campos deu início à colocação dos tapumes na rotatória do Colinas, na região oeste. O serviço visa preparar o local para o início das obras de fundação do Arco da Inovação.

Na sequência, os tapumes serão colocados no canteiro central da avenida São João, no trecho entre a rua Maria Demétria Kfouri e a rotatória. A conclusão destes serviços está prevista para esta semana.

Com a montagem dos tapumes, toda a faixa interna que circunda a rotatória foi suprimida. Para orientar os condutores que passam pelo local, a configuração da sinalização de solo da avenida foi alterada. A maior parte do trabalho foi realizado no período noturno. no início desta semana, tendo em vista amenizar os impactos da obra ao trânsito da região.

Esta primeira etapa ainda inclui trabalhos de alargamento na avenida São João. Ao trafegar pela via durante a obra, os motoristas devem reduzir a velocidade em função das máquinas e operários no local.

Para quem utiliza a região da obra apenas para passagem, a orientação é para que evite passar pelo local durante as obras e busque rotas alternativas. Sobre o trânsito de pedestres, a Prefeitura pede para que a travessia seja feita somente pelas faixas de segurança.

As demais etapas, assim como as rotas alternativas serão divulgadas no site e redes sociais oficiais do município, de acordo com o andamento dos trabalhos. Além disso, faixas e placas com os desvios estão sendo instaladas para reforçar a instrução.

Ponte Estaiada

A obra de arte da Ponte Estaiada terá dois viadutos na rotatória do Jardim Colinas. Em formato de X, os acessos terão comprimento de 267 metros (inferior) 349 metros (superior), com mastro central de 100 metros de altura.

A ligação viária vai desafogar o trânsito no principal ponto de congestionamento da cidade. Serão beneficiados aproximadamente 60 mil passageiros de 18 linhas de ônibus e 180 mil motoristas de todas as regiões.

Financiado pelo BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), o empreendimento tem custo de R$ 48,5 milhões. A previsão de término é para 26 de agosto do próximo ano.