Kouros Monadjemi é eleito presidente da LNB e retorna ao cargo após 6 anos

Por: Share:
Nilo Guimarães (vice) e Kouros Monadjemi (presidente) assumirão a gestão da LNB (Divulgação/LNB)

Um belo e glorioso ciclo teve seu fim anunciado. O então presidente da Liga Nacional de Basquete (LNB), João Fernando Rossi, optou por não exercer o direito de se reeleger e abriu caminho para uma nova gestão na entidade.

“Deixo a presidência da LNB muito satisfeito com os feitos alcançados e agradecido por todo apoio que tive de todos os dirigentes dos clubes durante meu mandato.

Essa união faz com que o conceito de Liga siga predominando em nossa entidade e leve o basquete brasileiro a patamares cada vez mais altos. Além disso, essa alternância de lideranças é extremamente salutar e certamente colabora para sermos um exemplo de gestão no esporte brasileiro”, disse João Fernando Rossi.

Desta forma, em Assembleia Geral Ordinária nesta quinta-feira, em São Paulo (SP), foi realizada a votação para eleição do novo Presidente, Vice-Presidente e demais membros titulares e suplentes do Conselho Fiscal no próximo biênio (2019/2020).

Os representantes dos clubes filiados ativos à LNB elegeram Kouros Monadjemi, ex-presidente da entidade e então vice da gestão Rossi, como presidente do próximo ciclo, com Nilo Guimarães, atual Secretário de Esportes de Mogi das Cruzes, como vice.

“Mesmo enquanto não fui presidente nunca deixei de atuar na LNB. Fico feliz com essa nova oportunidade e espero dar sequência a um trabalho que já vem sendo feito. Vou focar na continuidade de todos os processos que estamos enfrentando. O Nilo (Guimarães) é um cara sensacional e como vice será preparado para assumir a presidência, pois já tem todos os atributos para isso”, disse Kouros.

Com a entrada da nova chapa, a Liga Nacional de Basquete terá seu quarto mandatário. O próprio Kouros foi o presidente durante os quatro primeiros anos da entidade (2008 a 2012) e em seguida passou o bastão a Cássio Roque (2013 a 2016) que, após quatro anos, deu seu lugar a João Fernando Rossi (2017 a 2018).

“Queremos mostrar para todos que isso é um rodízio, todos os clubes que fazem parte da LNB têm o direito de um dia sentar nessa cadeira e administrar essa família, pois a LNB é uma família. Fico feliz com isso. Infelizmente o Rossi optou por não se reeleger, entendemos essa decisão dele, isso é normal, mas vamos em frente em busca do melhor trabalho possível”, completou o novo presidente eleito da LNB.

Kouros Monadjemi, de 72 anos, possui duas graduações, Administração pela Universidade Federal de Minas Gerais e Economia pela Universidade de Bruxelas (BEL), além de um MBA (Master Business Administration) realizado na Universidade de Columbia, em Nova York (EUA).

Ex-atleta de basquete, trabalhou desde 1981 como dirigente do Minas Tênis Clube e, inclusive, exerceu dois mandatos como presidente eleito (2002/2004 e 2005/2007). Além disso, esteve por 13 anos na Usiminas e atualmente preside a Siderco Trading, empresa de comércio exterior da área de siderurgia.

O executivo foi um dos grandes responsáveis pela criação da Liga Nacional de Basquete em 2008 e, como presidente, participou ativamente de grandes feitos ao longo dos anos, como as parcerias com a Rede Globo, Ministério do Esporte e NBA, tão importantes para a consolidação da entidade, entre tantas outras.

Novo vice-presidente da LNB, Nilo Guimarães atua como Secretário de Esporte e Lazer da cidade de Mogi das Cruzes e tem participação extremamente ativa no projeto do Mogi das Cruzes/Helbor, que durante sua gestão conquistou um título Paulista, uma Sul-Americana e os vices da Liga das Américas e do NBB CAIXA.

Seu contato com o basquete não é de agora. Nilo foi um atleta de alto nível e defendeu as cores da Seleção Brasileira durante os anos 80, com direito a disputa de dois Mundiais (1982 e 1986) e os Jogos Olímpicos de Los Angeles em 1984.

Depois de encerrar sua carreira de jogador, tornou-se técnico três anos mais tarde e assumiu o comando da equipe de Mogi das Cruzes, onde trabalhou durante quatro anos. Em 2009, assumiu a Secretaria de Esportes e Lazer da cidade, cargo que ocupa até os dias de hoje.

“Estou imensamente agradecido com essa oportunidade. Mogi das Cruzes entrou no NBB na temporada 2012/2013 e, desde então, passamos a participar de muitos processos aqui dentro, mas chegar a essa posição de vice-presidente é realmente muito gratificante. É muito bom receber essa confiança e ter ao lado a experiência do Kouros e também do Rossi, que está nos passando o bastão e tratou sua gestão com tanta paixão”, disse Nilo Guimarães.

A gestão do então presidente João Fernando Rossi alcançou diversos feitos expressivos para a Liga Nacional de Basquete e para o basquete brasileiro. Começando pelo aumento significativo de ações de comunicação, que resultaram em vários ganhos:

Um deles é o crescimento nas redes sociais do NBB. A página do NBB no Facebook, por exemplo, ganhou mais de 200.000 fãs (tem um total de 646.977) e se consolidou como quarto maior perfil de instituições de basquete do mundo, atrás apenas de NBA, FIBA e Euroleague. Além disso, o Instagram do NBB ganhou mais de 80.000 seguidores (total de 147.801), o Twitter ganhou mais de 60.000 seguidores (total de 119.015).

Outro grande feito da gestão Rossi foi a transformação do Jogo das Estrelas do NBB CAIXA em um dos maiores eventos esportivos do país. Atração de parceiros, investimento em mídia e foco total em ações de entretenimento fizeram do evento um sucesso absoluto por dois anos seguidos no Ginásio do Ibirapuera e geraram uma repercussão extremamente positiva Brasil afora. Inclusive, a Revista Exame declarou que “O esporte brasileiro é antes e depois do Jogo das Estrelas do NBB”.

Mas o mais importante foi a transformação do produto NBB CAIXA em uma multiplataforma, com transmissões ao vivo em seis dos sete dias da semana em seis plataformas diferentes (Facebook, ESPN, Twitter, BandSports, Fox Sports e Band), algo jamais visto no esporte brasileiro.

E por fim, diante de todos os ganhos de exposição e divulgação, a Liga Nacional de Basquete teve um aumento substancial em suas receitas durante a gestão de João Fernando Rossi. Portanto, não há dúvidas de que o saldo do último biênio foi extremamente positivo para a entidade.

Confira o novo corpo diretivo da Liga Nacional de Basquete:

Presidente: Kouros Monadjemi
Vice-presidente: Nilo Guimarães

Diretor Técnico: Vitor Jacob
Diretor Financeiro: Carlos Donzelli
Diretor de Marketing: Marcelo Vido

Vice-presidente jurídico: Éder Lago
Vice-presidente de Comunicação: Arnaldo Pereira
Vice-presidente de Desenvolvimento Social e Sustentabilidade: Alberto Bial
Vice-presidente de Relações Institucionais: Jorge Bastos

Conselho da presidência: Cássio Roque, Rubens Calixto e Eduardo de Almeida Pinto