Ilhabela encerra projeto “Música e Folclore na Educação Infantil”

Por: Share:
Cerimônia de certificação foi nesta terça-feira (18), na E.M. Paulo Renato. (Foto: Divulgação/PMI)

A Prefeitura de Ilhabela, por meio da Secretaria de Educação realizou, nesta terça-feira (17), na E.M. Paulo Renato, o encerramento do projeto “Música e Folclore na Educação”.

O objetivo do projeto é fazer com que os educadores vivenciem, sintam e se apropriem dessas ferramentas valiosas no processo de desenvolvimento cognitivo, afetivo e social da criança. “Um dos itens importantes do planejamento da nossa administração são as formações para os servidores. Através delas despertamos e valorizamos os nossos profissionais, e contribuímos para um melhor atendimento à população e aos nossos alunos”, declarou o prefeito Márcio Tenório.

A música encanta, diverte, entretém e ensina. “Ouvir música, aprender uma canção e brincar de roda são atividades que despertam, estimulam e desenvolvem o gosto pela atividade musical, além de proporcionar a vivência de elementos dessa linguagem”, explicou a professora e diretora pedagógica, Maria Terezinha Dias Souza.

O projeto envolveu professores, auxiliares de primeira infância e alunos. Todos participaram com muita disposição e alegria nas capacitações, com instrumentos, voz e dança. “Cantando ou dançando, a música de boa qualidade proporciona diversos benefícios para as crianças, além de ser uma grande aliada no desenvolvimento de habilidades e competências necessárias para a aprendizagem escolar”, explicou a secretária da pasta, Yeda Lopes.

O investimento realizado na formação dos profissionais que trabalham com Educação Infantil trará retorno no atendimento e na qualidade da aprendizagem das crianças, sendo relacionada a uma motivação diferente do ensinar, em que é possível favorecer a autoestima, a socialização e o desenvolvimento do gosto e do senso musical das crianças dessa fase.

Durante o curso, os auxiliares de primeira infância e professores realizaram apresentações na abertura do Festival de Bandas e Fanfarras e no encerramento do eixo temático “Cidade Educadora”.

O projeto é coordenado pelo professor Max Douglas Vieira. “Realizar este projeto foi uma grande alegria, pois, durante o ano trabalhamos músicas da cultura popular brasileira, fundamentos da música, brincadeiras cantadas com o intuito de criar ferramentas pedagógicas para que a música e folclore sejam desenvolvidos efetivamente na educação infantil. A Secretaria de Educação está de parabéns por investir em cursos de formações para professores. Não posso deixar também de agradecer a todos os professores e API’s que participaram do projeto com empenho e respeito, quem ganha com tudo isso são as crianças, que são foco principal deste trabalho”, falou.

A relevância da inserção musical na educação infantil também está fundamentada na própria Lei de Diretrizes e Bases para a Educação Nacional (Lei no 9394/96). A legislação afirma que a finalidade da educação infantil está relacionada ao desenvolvimento integral da criança, ou seja, neste caso a música assume um papel fundamental no processo de desenvolvimento infantil em seus vários aspectos.