Darlan Romani brilha no arremesso e vence a Copa Continental

Share:
Darlan Romani no Troféu Brasil (Foto: Wagner Carmo/CBAt)

Será realizada na noite desta terça-feira (dia 18), no Teatro Bradesco, no Rio de Janeiro, a entrega do Prêmio Brasil Olímpico. O evento é organizado pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) e premia os destaques do ano. Um dos prêmios que será entregue à noite, a partir das 20 horas, é a do Atleta do Ano de cada esporte.

No caso do Atletismo, o eleito foi o catarinense Darlan Romani, campeão do arremesso do peso na Copa Continental (antiga Copa do Mundo), disputada em Ostrava, na República Tcheca. Darlan foi o principal destaque do grupo de provas de arremesso da temporada. De olho nos Jogos de Tóquio 2020, ele já se prepara para os desafios de 2019, amparado pelos bons resultados de 2018.

O atleta, que defende o EC Pinheiros, terminou o ano em quinto lugar no Ranking Mundial de 2018, com 22,00 m, marca alcançada no Troféu Brasil Caixa de Atletismo, no dia 15 de setembro, em Bragança Paulista (SP). O resultado é também recorde sul-americano da prova.

Darlan brilhou tanto em competições nacionais como internacionais em 2018. Além de ganhar a Copa Continental, ele também foi o quarto colocado no Mundial Indoor de Birmingham, na Grã-Bretanha, ouro nos Jogos Sul-Americanos de Cochabamba, na Bolívia, ouro no Campeonato Ibero-Americano de Trujillo, no Peru, e prata no GP Brasil Caixa de Atletismo em Bragança Paulista.

Além das medalhas conquistadas, o catarinense de 27 anos quebrou três vezes o recorde sul-americano. A primeira vez foi em 20 de maio no Meeting de Gwiadz, na Polônia, com 21,94 m. Em Eugene, no dia 26 do mesmo mês, na etapa norte-americana da Liga Diamante, fez 21,95 m. Finalmente, em 15 de setembro, no Troféu Brasil, alcançou a barreira de 22,00 m.

Na Liga Diamante, ele subiu três vezes ao pódio este ano: foi bronze em Eugene, nos Estados Unidos, prata em Lausanne, na Suíça, e bronze em Monte Carlo, em Mônaco. Na final do circuito, no dia 30 de agosto, em Zurique, na Suíça, terminou em quarto lugar, com cinco arremessos acima de 21,00 m. Darlan é orientado pelo cubano Justo Navarro desde 2010.

Navarro também é responsável pelo treinamento de Geisa Arcanjo (Pinheiros), líder do Ranking Nacional do arremesso do peso feminino com 18,10 m, marca conseguida no Campeonato Ibero-Americano de Trujillo, em agosto. Geisa foi finalista nas Olimpíadas Londres 2012 e do Mundial de Londres 2017.