Caraguá: Fórum aborda as diferentes formas de comunicação das Pessoas com Deficiência

Por: Share:
(Foto: Rebecca Bonanate/PMC)

A leitura de um texto interpretado por uma aluna da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Caraguatatuba (APAE) deu inicio ao 8º Fórum Municipal da Pessoa com Deficiência, realizado na noite desta segunda-feira (03/12), no Teatro Mario Covas.

“…Saber que as pessoas vão nos entender e vão nos ajudar a entender é muito importante, a gente se sente participativo, visto e ouvido. Estamos mostrando para a sociedade que independente de como nos comunicamos, temos desejos, vontades, opiniões e sonhos.”, assim dizia um trecho do texto lido pela aluna, Vânia Fernandes Pinto.

Com o tema “Acessibilidade Comunicativa – Mude o seu falar, que eu mudo meu ouvir”, o Fórum seguiu com a premiação do Selo Empresa Inclusiva, concedido às empresas do município que se destacaram em ações de acessibilidade e de empregabilidade de pessoas com deficiência e idosos.

Em primeiro lugar, na categoria Grande Porte, ficou o Centro Universitário Módulo; na categoria Pequeno Porte, o Restaurante Fornalha Grill; e na categoria microempresa, o Restaurante Kiskonofre.

Outro destaque foi a premiação do concurso do logo produzido por alunos das escolas municipais para representar o Fórum. Foram 31 desenhos, encaminhados por 11 escolas que trabalharam o tema do evento. A aluna vencedora estuda na EMEF Profª Maria Aparecida Ujio, Ana Karolline Santana Coppi, do 7º ano.

Sempre com o objetivo de demonstrar superação e força de vontade, os alunos da Apae realizaram uma apresentação de dança, com a música Nascidos para Vencer – Edi Rock. O grupo é composto por alunos com deficiências intelectual, auditiva e Síndrome de Down.

Os alunos da Escola Bilíngue e os formandos do curso básico em Libras oferecido aos professores, servidores públicos e comunidade realizaram uma apresentação de coral em Libras, composto por pessoas com surdez e ouvintes.

O evento encerrou com a palestra sobre Tecnologia Assistida com ênfase na Comunicação Alternativa e aplicada ao Contexto Educacional Inclusivo, ministrada pela Mestre e Terapeuta Ocupacional, Daianne Serafim Martins.

A capacitação teve como principal objetivo informar às pessoas que existem várias possibilidades de oportunizar a comunicação independente de sua condição, já que, é vista como um direito e muito importante para a inclusão.

Presente no evento, o vice-prefeito e secretário de Mobilidade Urbana e Proteção ao Cidadão, Campos Júnior, parabenizou o trabalho do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência (Comdefi), pela grande representação aos interesses das pessoas com deficiência.

“Tudo depende de mudar o que sentimos; enxergar no outro como de fato ele é, e principalmente, ter respeito pelo outro. Mudando pequenas atitudes, tenho certeza que teremos uma sociedade mais justa”, destacou o vice-prefeito.

A presidente do Comdefi, Dayane Camilo de Lelis, reforçou o tema do Fórum e ressaltou a comunicação como um pilar da sobrevivência humana. “A partir do momento que conseguimos transmitir o que queremos, somos acolhidos e inseridos na comunidade. Todos tem algo importante para passar, este é nosso objetivo no Conselho, conseguir incluir todos, sem diferenças”.

Também compareceram ao evento, secretários municipais e o vereador João Silva de Paula Ferreira (De Paula).

O 8º Fórum Municipal da Pessoa com Deficiência foi promovido pelo Comdefi em parceria com a Prefeitura de Caraguatatuba, por meio da Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência e do Idoso (Sepedi).

As atividades do Fórum encerram nesta terça-feira (04/12), com a Balada Inclusiva, que será realizada no salão de eventos do CIAPI, das 15h às 17h. O Ciapi fica Avenida Jorge Burihan, 30 – Jardim Jaqueira.