Campos do Jordão recebe exposição do Memorial da Inclusão sobre diversidade corporal no folclore brasileiro

Por: Share:

Exposição “Cultura Popular e Diversidade Corporal no Folclore Brasileiro” traz informações sobre os personagens Boitatá, Iara, Mula sem Cabeça, Saci e Curupira e as histórias ‘O nascimento da noite’ e a ‘Lenda da Mandioca’

Até o dia 31 de janeiro, de terça-feira a domingo, das 9h às 18h, o Museu Felícia Leirner, localizado na Avenida Dr. Luis Arrobas Martins, 1880, Alto Boa Vista em Campos do Jordão, recebe a mostra “Cultura Popular e Diversidade Corporal no Folclore Brasileiro” do Memorial da Inclusão.

A exposição conta com painéis com texto, xilogravuras e trazem histórias e personagens do folclore brasileiro como o Boitatá, Iara, Mula sem Cabeça, Saci, Curupira e “O Nascimento da Noite” e a “Lenda da Mandioca”. Todas as obras podem ser tocadas e contam com audiodescrição.

O Memorial da Inclusão está localizado na sede da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, na Avenida Auro Soares de Moura Andrade, 564 – Portão 10, na Barra Funda, São Paulo.

Inaugurado no dia 3 de dezembro de 2009, o Memorial da Inclusão: os Caminhos da Pessoa com Deficiência tem o propósito de reunir em um só espaço fotografias, documentos, manuscritos, áudios, vídeos e referências aos principais personagens, às lutas e às várias iniciativas que incentivaram as conquistas e melhores oportunidades às pessoas com deficiências.

Serviço:

Exposição “Cultura Popular e Diversidade Corporal no Folclore Brasileiro”

Data: Até o dia 31 de janeiro

Horário: de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h

Local: Museu Felícia Leirner

Endereço: Av. Dr. Luis Arrobas Martins, 1880, Alto Boa Vista, Campos do Jordão, SP.