A 10 dias da posse, Witzel escolhe mais 3 secretários para total de 19

Share:
O governador eleito do Rio de Janeiro, Wilson Witzel – Wilson Dias/Agência Brasil

A dez dias da posse, o governador eleito do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), confirmou hoje (21) mais três nomes para sua equipe, completando um total de 19 secretários estaduais. Ele escolheu o deputado estadual Pedro Fernandes (PDT) para a Secretaria de Educação; o deputado federal Felipe Bornier (PROS) que assumirá a Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude; e o ex-senador Eduardo Lopes (PRB) que ocupará a Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento.

Não há previsão, por enquanto, de ampliação no número de secretários. Haverá ainda uma pasta temporária, criada há quatro dias, para a transição e que atuará em conjunto com o Gabinete de Intervenção Federal (GIF). O GIF assumirá as funções e atribuições atualmente desempenhadas pela Secretaria de Segurança. O engenheiro civil Roberto Motta é que será responsável pelo trabalho.

O governador eleito do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília, onde funciona o gabinete de transição de governo.
O governador eleito do Rio de Janeiro, Wilson Witzel – Wilson Dias/Agência Brasil
A estrutura temporária vai funcionar até junho, instalada em um gabinete no Comando Militar do Leste. A ideia é que consolide as compras realizadas com os recursos federais que estão sendo empenhados até 31 de dezembro de 2018.

No novo desenho administrativo do governo estadual, Witzel extinguiu a pasta da Segurança e criou as secretarias de Polícia Militar que será ocupada pelo coronel Rogério Figueredo de Lacerda e da Polícia Civil que terá à frente o delegado Marcus Vinícius Braga.

Natal
Witzel disse que vai passar o Natal em família e fora da cidade do Rio. O local não foi divulgado nem quanto tempo durará a viagem. Porém, o governador eleito, depois de empossado em 1º de janeiro no plenário da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) às 8h30, seguirá para Brasília. Ele participa da cerimônia de posse do presidente eleito, Jair Bolsonaro.

O governador eleito pretende ficar em Brasília até o dia 2 quando retornará ao Rio. No mesmo dia às 14h, participará da solenidade de transmissão de cargo do governador em exercício Francisco Dornelles e após dará posse aos secretários, quando deve realizar a primeira reunião com toda a equipe.

Veja também