UNESCO chama meios de comunicação a lembrar jornalistas vítimas de violência

Por: Share:
UNESCO pede que imprensa compartilhe conteúdos da campanha especial #TruthNeverDies, iniciativa para marcar o 2 de novembro, Dia Internacional pelo Fim da Impunidade dos Crimes contra Jornalistas. (Foto: Divulgação)

A cada quatro dias, um jornalista é assassinado, muitas vezes apenas por fazer o seu trabalho. Nos últimos 12 anos, mais de mil profissionais de mídia foram mortos porque queriam levar informação para o público. Em nove dos dez casos, os autores dos crimes não foram levados à justiça. Para conscientizar cidadãos de todo o mundo sobre o problema, a UNESCO lança a campanha #TruthNeverDies (A verdade nunca morre, em tradução livre) nesta sexta-feira (2), Dia Internacional pelo Fim da Impunidade dos Crimes contra Jornalistas.

A agência da ONU chama meios de comunicação a utilizar as artes gratuitas da campanha, disponibilizadas para publicação em jornais impressos, veículos online e diferentes canais de mídia e redes sociais. Acesse os conteúdos clicando aqui (em português).

Acesse o guia completo da agência da ONU para veículos de comunicação que queiram participar da campanha — clique aqui (em português).

O organismo internacional também pede que a imprensa publique matérias de repórteres vítimas de violência ou textos que lembrem a trajetória desses profissionais. A UNESCO convoca a imprensa a utilizar a hashtag #TruthNeverDies, em referência à campanha.

Veja também