Thiago Gaia e Piankhi Zimermann são os grandes vencedores do MMA Brazil Tour em Ilhabela

Por: Share:
(Foto: Divulgação/PMI)

Com a presença de grandes estrelas como Mário Yamasaki, que arbitrou a luta principal, Demian Maia e Elias Silvério, que já protagonizaram grandes lutas no UFC, as Ring Girls Babi Rossi e Dani Carmona (ex-assistentes de palco de programa de TV), a 1ª edição do MMA Brazil Tour contou com nove lutas eletrizantes, na qual nem as fortes chuvas impediram que mais de 1.800 pessoas lotassem as dependências do ginásio Oscar Schmidt para assistir um grande card com lutas feminina, peso pesado, desafio internacional entre Brasil e Estados Unidos e o lutador da casa, proporcionando uma noite de gala em Ilhabela.

As três primeiras lutas, até 61kg, foram movimentadíssimas com muita trocação. Lukas “The Black” venceu Kelvin Jacob, Willian Zimmer venceu Israel Ferreira e Alan Gabriel venceu Tiago Miranda. Já na categoria até 70kg, Estabili Amado deu um show e venceu Diego Costa por pontos em decisão unânime dos juízes. Para as mulheres, a luta durou pouco, com um machucado ainda no 1º round, Duelye Duarte, de Florianópolis, perdeu por interrupção médica para Isabelle de Pádua, de Campinas. Na luta de pesos pesados (120kg), Kerrisson “Baby”, de Campo Largo, venceu Fabrício Almeida, de Santana do Parnaíba.

Uma das lutas mais aguardadas pelo público era do lutador de Ilhabela, Thiago Gaia, que enfrentou Alex “Tubarão”, de São Vicente, na categoria até 66kg. Com a torcida toda a seu favor, Thiago não deu chances a seu adversário e venceu por nocaute no 1º round para delírio do público que fez uma grande festa. Na outra luta, Leonardo “Cabeção”, de Salvador, venceu Mário Souza, de Curitiba, na categoria 84kg por pontos com decisão unânime dos juízes.

A principal luta da noite estava por vir e tinha o Brasileiro Octacílio Cena, de Curitiba, enfrentando Piankhi Zimermann, da Pensilvânia (EUA). Os dois lutadores partiram para a trocação franca e o lutador americano acertou golpes em Octacílio. Mesmo com todo apoio da torcida, o lutador brasileiro foi finalizado com um mata-leão no 3º round. Zimermann elogiou o lutador brasileiro. “Ele é muito forte, mas fui mais feliz e venci. Espero voltar ao Brasil para fazer mais lutas, aqui tem grandes campeões, foi uma experiência muito boa e essa vitória foi importante para minha carreira”, completou o lutador da Pensilvânia.

Os fãs do MMA podem esperar porque o evento terá sequência em 2019 com força total e um formato de disputas diferenciado prometendo atrair grandes lutadores do esporte nacional e internacional.

O MMA Brasil Tour Internacional foi uma realização da Romagnolli Eventos e B&B Comunicação com apoio da Prefeitura de Ilhabela, por meio da Secretaria de Esporte e Lazer.