Saresp: 5 coisas que pais e responsáveis precisam saber sobre a avaliação

Por: Share:

A edição 2018 do Saresp está chegando. Na próxima terça (27) e quarta-feira (28), de estudantes dos 3º, 5º, 7º e 9º anos do Ensino Fundamental e 3ª série do Ensino Médio participam do Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo. Neste ano, mais de 1 milhão de alunos das escolas estaduais foram convocados, além daqueles matriculados no SESI, redes municipais e particulares conveniadas. Veja abaixo cinco informações importantes sobre a prova:

Para que serve o Saresp
Embora não sejam atribuídas e divulgadas notas individuais dos estudantes, os resultados por escola auxiliam a Secretaria a monitorar os avanços, planejar os programas de formação continuada e estabelecer metas para rede. Por isso, é muito importante a participação dos alunos.

Quais disciplinas são avaliadas
São avaliadas as habilidades e competências de Língua Portuguesa e Matemática, de acordo com a etapa de ensino.

Quantas questões compõem o caderno de provas
Para estudantes do 3º ano do Ensino Fundamental, a prova de Língua Portuguesa tem 8 itens de respostas construídas e 5 de múltipla escolha. Em Matemática o caderno é dividido em 13 itens de resposta construída e 5 de múltipla de escolha.

Já os matriculados dos 5º, 7º e 9º anos do Ensino Fundamental e 3ª série do Ensino Médio respondem a 24 itens de múltipla escolha de Língua Portuguesa e outros 24 de Matemática.

Qual o horário da prova
As datas do Saresp são dias letivos normais. Os exames são aplicados sempre no início das aulas de cada turno (manhã, tarde ou noite). Os alunos do 3º ano do Ensino Fundamental terão 3 horas e meia para resolver as questões. A duração para as demais etapas é de 2 horas. Estudantes com deficiência podem solicitar uma hora a mais e também têm direito a cadernos de provas acessíveis.

Quem é o responsável pela aplicação do exame
As provas do 3º ano do Ensino Fundamental são aplicadas pelos professores da própria unidade, mas que lecionam em turmas diferentes. Nas outras etapas são recrutados docentes de outras escolas da rede estadual. Todos recebem o material lacrado, além de assinar um termo de compromisso e sigilo, preservando a integridade do sistema.

Veja também