São José tem 8º mês de saldo positivo em emprego

Por: Share:
De janeiro a outubro desse ano, o PAT já ofereceu cerca de 4.000 vagas de emprego, o que reflete mais otismismo dos empresários. (Foto: Charles de Moura/PMSJC)

São José dos Campos voltou a ter saldo positivo de empregos em outubro, de acordo com dados oficiais do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério do Trabalho.

A cidade registrou, em outubro, saldo de emprego de 240 vagas. Em setembro o saldo também foi positivo, em 382 vagas. De janeiro a outubro a cidade gerou 1.075 novas vagas de empregos, melhor resultado desde 2011, conforme dados do Ministério.

O saldo mensal de emprego por município apurado pelo Caged é o resultado da diferença de admissões e demissões, de pessoas com carteira assinada.

Serviços lidera

A exemplo do que ocorreu em setembro, o setor de serviços foi o que mais contratou em outubro também, com 162 vagas. O comércio contribuiu com 53 novas vagas e a construção civil com 40.

Para os técnicos da Secretaria de Inovação e Desenvolvimento Econômico, os resultados refletem uma série de ações que a Prefeitura tem implementado para melhoria da empregabilidade, como o Programa Pró-Trabalho, que até o início desse mês já beneficiou 830 bolsistas.

Qualifica/Observatório do Trabalho

Por outro lado, a Prefeitura tem também investido em cursos de capacitação profissional para o mercado de trabalho por meio do programa Qualifica São José. Até dezembro, o programa totalizará cerca de 12.500 alunos que fizeram os diversos cursos oferecidos.

Até o outubro, o PAT (Posto de Atendimento ao Trabalhador) totalizou 4.000 vagas ofertadas aos candidatos. Segundo os técnicos do setor, o fato reflete um otimismo do mercado em relação a recuperação da economia, nesse período.

Para analisar e atender a dinâmica das necessidades do mercado de trabalho, também funciona no PAT o Observatório do Mercado do Trabalho e Formação Profissional.

Além dessas medidas, está também a Lei de Incentivo à Logística, aprovada em abril, que concede benefícios fiscais para novas empresas e também às já existentes, com a consequente geração de empregos.