São José: inscritos na 2ª fase do Meu Pet Feliz começam a ser chamados em dezembro

Por: Share:
As castrações gratuitas são realizadas no Centro de Controle de Zoonoses e nas clínicas conveniadas com a Prefeitura. (Foto: Charles de Moura/PMSJC)

As 1.000 vagas disponíveis para a segunda fase do programa Meu Pet Feliz foram preenchidas em menos de 2 horas. As inscrições, gratuitas, foram abertas na segunda-feira (19) pela manhã pelo site da Prefeitura de São José dos Campos.

Os munícipes que se inscreveram começam a ser chamados pelas clínicas credenciadas pelo Centro de Controle de Zoonoses no início de dezembro.

Como trata-se de um programa permanente de castração de cães e gatos, a Prefeitura orienta os tutores que não conseguiram fazer a inscrição nesta segunda-feira que fiquem atentos à terceira fase que será aberta dentro de alguns meses. As inscrições voltam a ser abertas pelo site da Prefeitura ao término desta segunda fase.

O programa prevê a realização de 5 mil castrações gratuitas no período de um ano. O programa Meu Pet Feliz tem o objetivo de estimular a saúde e o bem-estar de cães e gatos. É um programa permanente de castração e cadastro, que integra a política de bem-estar animal, com ênfase nas questões que envolvem a posse responsável.

Além do controle populacional, o programa promoverá a identificação destes animais, através da microchipagem, com vistas a minimizar abandonos, maus tratos, furtos, entre outros.

A fila seguirá ordem cronológica de inscrição de acordo com a quantidade mensal estabelecida por espécie e gênero. O munícipe deverá acompanhar através do e-mail cadastrado na inscrição, e do telefone, o chamado para o agendamento, bem como preencher o formulário de inscrição com dados corretos e atualizados.

Em três meses desde o lançamento do programa, já foram castrados 622 animais, sendo 485 da espécie canina (308 machos e 177 fêmeas) e 137 da felina (92 fêmeas e 45 machos). Atualmente, 3 clínicas estão credenciadas para a realização dos procedimentos.

O número de faltas, que no início era alto, em torno de 40%, em outubro reduziu para 10% depois que o CCZ mudou a forma de convocação dos tutores, que agora são chamados antecipadamente para assinarem os documentos com a confirmação da data do agendamento da cirurgia.

Os tutores convocados que não comparecem com o animal para a castração perdem a vez e só poderão ser chamados novamente depois de 120 dias.