Pindamonhangaba é destaque na geração de empregos

Por: Share:
Pindamonhangaba. (Foto: PortalR3)

Pindamonhangaba está à frente na geração de empregos, comparado às cidades próximas, segundo dados oficiais do Caged – Cadastro Geral de Empregados e Desempregados. Além disso, a cidade destacou-se também no estudo que avaliou as 100 melhores cidades para fazer negócios.

De acordo com números do Caged, Pindamonhangaba apresenta saldo positivo de 947 na variação de empregos, ou seja, diferença entre admissões e demissões, entre janeiro e outubro de 2018. Este número é maior que o de cidades como São José dos Campos, Taubaté, Guaratinguetá e outras cidades da região.

Os setores que mais apresentaram crescimento foi a indústria de transformação (600), serviços (291) e construção civil (121). O secretário de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura, Marcelo Martuscelli, explica que este índice é reflexo, entre outras ações, do trabalho realizado pela administração municipal na atração de indústrias para a cidade. “Contamos com o interesse de diversas novas indústrias que deverão se instalar na cidade nos próximos meses, o que certamente irá aumentar ainda mais este índice”, comentou.

As novas indústrias que estão vindo para Pindamonhangaba são: Anidrol Produtos para Laboratórios Ltda, Guangdong DCenti (Brasil) Autopeças Ltda, Ecolyzer Laboratórios Ltda., e Nacional Indústria Mecânica.

Desenvolvimento Social – O índice positivo do Caged reafirma o bom desenvolvimento de Pindamonhangaba como uma das melhores cidades para realizar negócios e receber investimentos no país. Essa afirmação é fruto de um estudo anual realizado pela Urban Systems, o Ranking das Melhores Cidades para Fazer Negócios, que avaliou 310 cidades do país com mais de 100 mil habitantes, responsáveis por 70,4% do PIB (Produto Interno Bruto) nacional.

De acordo com o estudo, publicado pela revista Exame, Pindamonhangaba está em 74º lugar no ranking nacional, no índice de desenvolvimento econômico. Este índice transparece o recorte econômico e financeiro, comércio exterior (importação e exportação), diversidade econômica e empreendedorismo, e Pinda está à frente de capitais como Goiânia, Salvador e Manaus, por exemplo.

Ainda de acordo com o estudo, no índice de desenvolvimento social, Pindamonhangaba deu um salto em sua colocação, de 54 (2017) para 33, em 2018. O desenvolvimento social mede o reflexo do desenvolvimento de negócios na cidade sobre a população local, medindo indicadores sociodemográficos e econômicos, de educação, de saúde e de segurança. Este índice coloca Pinda à frente de cidades como Mogi das Cruzes e Jacareí, em nossa região, e das capitais São Paulo e Belo Horizonte.

De acordo com números do Caged, Pindamonhangaba apresenta saldo positivo de 947 na variação de empregos. (Foto: Divulgação)

O Ranking das Melhores Cidades para Fazer Negócios é focado em regiões do país com maior oportunidade de crescimento, avaliando as cidades mais atrativas para o desenvolvimento de negócios, considerando condições e infraestrutura disponíveis. A pesquisa também apresenta os recortes de capital humano e infraestrutura.

Os municípios analisados representam: 70,4% do PIB Brasileiro, 62,1% das empresas, 72,6% dos empregos formais e 56,5% da população brasileira.

O prefeito dr. Isael Domingues analisa positivamente o desenvolvimento de Pindamonhangaba. “Estamos realizando um trabalho sério que se reflete nos números de geração de emprego, desenvolvimento econômico e social de Pindamonhangaba. Os índices do IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) mostram Pinda à frente das principais cidades da região; e os dados oficiais da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo mostram uma queda em todos os índices criminais em nossa cidade, são outras sinalizações de que estamos no caminho certo. Claro que queremos desenvolver muito mais a cidade e pretendemos avançar nos demais setores que precisam de nossa atenção”, analisou o prefeito.

Veja também