Pinda: idosos vão distribuir rosas no Dia Mundial da Gentileza

Por: Share:

Um grupo de idosos dos lares São Vicente de Paulo e Irmã Terezinha, de Pindamonhangaba, vai comemorar o Dia Mundial da Gentileza – 13 de novembro – com um ato na praça Monsenhor Marcondes – área central de Pindamonhangaba.

Durante a iniciativa, das 9 Às 11 horas, haverá exibição de cartazes e a entrega de flores e ‘lembrancinhas’ às pessoas que estiveram passando pela praça. As flores e todo material de suporte estão sendo confeccionadas durante as aulas de arteterapia da professora Letícia Godinho, da Fundação José Carlos da Rocha.

A participação dos vovôs e vovós será semelhante a que ocorreu em maio deste ano – na celebração do Dia do Abraço. “Na ocasião foi uma tarde muito especial para os idosos, que fizeram os cartazes e ‘distribuíram’ abraços paras as pessoas no centro. Eles gostaram muito e sempre nos pediam para fazermos mais atividades como aquela. Deste modo surgiu a ideia de nos mobilizarmos para o Dia Mundial da Gentileza”, explicou a professora Letícia Godinho.

A assistente social da Fundação José Carlos da Rocha, Simone Duarte, explicou que o contato com as pessoas gera grandes benefícios aos idosos, favorece a socialização e contribui na qualidade de vida.

Sobre o Dia da Gentizela

O Dia Mundial da Gentileza foi estabelecido com a abertura da “World Kindness Movement”, uma conferência realizada em Tóquio, no Japão, em 1997 para a promoção da gentileza no mundo.

O que é gentileza?

A gentileza é uma atitude que “faz com que o homem pareça exteriormente, como deveria ser interiormente” – disse Jean de La Bruyère, escritor e moralista francês, famoso por sua única obra ‘Personagens ou costumes do século’. Ou seja, ainda que por dentro o homem não tenha mais o espírito gentil (difícil nestes tempos de pressa e competição) demonstrar gentileza é um dever de pelo menos fingir que ainda mantemos nossa natureza colaborativa, de animais sociais que somos.

Gentileza tem a ver com carinho, atenção, cuidado, amor, respeito, educação, consideração, empatia…Tem a ver com tanta coisa, todas boas pois absolutamente não há nada de mal em ser gentil, não se perde nada com a gentileza, ao contrário, se ganha: se contribui para a construção de um mundo mais amigável, mais acolhedor, menos preconceituoso, menos competitivo e cruel, mais compreensivo das diferenças e das dificuldades de cada um de nós.