“Feliz Ano Novo: Um experimento sobre a virada” em São José

Por: Share:
(Foto: Pedro Dias)

“Se você pudesse recomeçar, o que faria diferente?”. Este é um dos questionamentos trazidos pela peça “Feliz Ano Novo: Um experimento sobre a virada”, que tem sua primeira apresentação no próximo dia 24 no Teatro da Rua Eliza, em São José dos Campos.

Em véspera de Ano Novo, um grupo de amigos se reúne para celebrar a transição cheia de resoluções características deste momento. Entre depoimentos, danças e revelações, fica para o público outra pergunta: O que é ficção e o que é realidade?

A narrativa de “Feliz Ano Novo” intercala diferentes tipos de linguagem e brinca com as maneiras de se contar uma história.

Utilizando do hibridismo, marca da cena teatral contemporânea, o diretor Fernando Rodrigues envolve elenco e público, criando a própria obra a partir desta relação.

“A contagem regressiva, a taça na mão, os cachorros latindo, a primeira colherada na lentilha, abraço um por um”. As cenas de Ano Novo são clássicas, mas o que está por trás dos votos tradicionais e da música alta? Os risos que escondem incertezas e inseguranças podem conter também ansiedades, lembranças que não se apagam e memórias que queríamos ter. Tudo culmina, assim, na noite em que é possível começar de novo.

Compartilhadas com o público, as questões existenciais que vagam pela festa são colocadas no palco pelas anedotas contadas pelos atores Milena Siqueira, Miltinho Toledo, Natália Bastos e Rodrigo David, que revezam performance, narrativa, teatro relacional e documental e tornam cada pessoa presente mais um convidado da festa.

Em meio aos perrengues de uma reunião de Ano Novo, como a fila no banheiro, cantorias e desabafos, é tempo de pensar sobre os gestos não finalizados, as vontades não realizadas, os anseios por mais e os sussurros inaudíveis.

O Laboratório Teatro Químico propõe este experimento, capaz de fazer se ver no desespero, no sufoco e no recomeço do outro, com votos de uma vida plena e feliz após a virada.

SERVIÇO:
Peça “Feliz Ano Novo: Um experimento sobre a virada”

Dias 24 e 25 de Novembro às 21h e 20h (respectivamente)
Teatro da Rua Eliza
Rua Elisa Costa Santos, 154
Jd.São Dimas – SJC
Dias 1 e 2 de dezembro às 21h e 20h (respectivamente)

CET – Centro de Estudos Teatrais – FCCR SJC
Av. Olivo Gomes, 100 Santana – SJC
Dia 8 de dezembro às 21h

CAC Walmor Chagas
Rua Netuno, 41 Jd. da Granja – SJC
Classificação etária: 14 anos.
Entrada gratuita com retirada de ingresso na bilheteria de cada local, a partir de uma hora antes do espetáculo.

Redes Sociais:
Instagram: @projetofelizanonovo
Facebook: www.facebook.com/laboratorioteatroquimico/
Informações: Whatsapp (12) 98850-7808.

SERVIÇO
– Palestra “A Improvisação a partir do Sistema Viewpoints”:

Palestra ministrada por Laís Marques debate técnica utilizada no processo criativo do espetáculo “Feliz Ano Novo: Um experimento sobre a virada”
Quando? 25 de novembro, domingo, às 15h
Onde? Teatro da Rua Eliza
Rua Elisa Costa Santos, 154 Jd. São Dimas – SJCampos
Transmissão online via página do Facebook do Teatro da Rua Eliza.

Sinopse:

O sistema Viewpoints é uma técnica de improvisação teatral que possibilita a criação de forma coletiva e intuitiva.

Os procedimentos buscam ampliar a qualidade da escuta e presença cênica, transformando a experiência prática do performer num catalisador da sua maturação pessoal e artística. O sistema ainda oferece alternativas para as abordagens convencionais de interpretação, direção e dramaturgia, representando um caminho para os métodos tradicionais de interpretação.

Laís Marques é Atriz e Artista-Orientadora, formada na Escola de Dança de São Paulo e Mestre em Artes Cênicas pela ECA/USP, com pesquisa sobre as estratégias de criação na cena contemporânea. Recentemente atuou em “Caixa de Memórias”(dir. Mario Aurélio, Cia Razões Inversas) e “Sala dos Professores” (dir. Marcelo Lazzaratto, Cia. Elevador de Teatro Panorâmico), conquistando o prêmio “Aplauso Brasil” (Melhor Elenco e Autor).Trabalha em projetos de formação artística desde 2011, como o Programa Vocacional (Prefeitura de SP), Oficina Cultural Maestro Juan Serrano e Projeto Ademar Guerra (Programa de Qualificação em Artes do Estado de SP).

FICHA TÉCNICA:

Encenação e Dramaturgia: Fernando Rodrigues.
Atores-criadores: Milena Siqueira, Miltinho Toledo, Natália Bastos e Rodrigo David.
Texto: Grupo Laboratório Teatro Químico.
Pesquisa de trilha sonora: Grupo Laboratório Teatro Químico.
Orientação visual: Célia Barros.
Oficina e Preparação corporal (Viewpoints): Laís Marques.
Iluminação: Fernando Rodrigues e Fernando Justolin.
Orientação musical e operação de som: Felipe Gomes.
Operação de luz: Fernando Justolin
Produção: Aline Souza.
Designer: Pedro Dias.
Fotógrafo e filmmaker: Pedro Dias.
Consultor digital: Rodrigo David.
Assessoria de imprensa: Maiara Tissi – Revoada Assessoria.
Proponente: Miltinho Toledo.