Feira de Empreendedorismo Estudantil premia produtos inovadores em São José

Por: Share:
A medalha de ouro foi para o projeto “Império City”, aplicativo de jogo que simula a administração de uma empresa, produzidos pelos alunos da Emef Profª Ana Berling Macedo – Foto: Claudio Vieira/PMSJC

Mais de 10 mil pessoas visitaram os estandes do Empreende Startups Educacionais 2018, realizado nas dependências do Cefe (Centro de Formação do Educador), em Santana, desde a última terça (20) até esta sexta-feira (23).

O evento é promovido pela Prefeitura de São José dos Campos e é um dos maiores do setor no país. Com o tema “Inovar para Transformar”, o evento contou com exposição de produtos e serviços desenvolvidos por crianças e adolescentes ao longo de 2018.

Neste ano, a novidade foi a participação de 27 escolas da educação infantil, por meio do projeto Pedagogia Empreendedora dos Sonhos que trabalhou, de forma lúdica e didática, lições de empreendedorismo com crianças de 4 a 5 anos, despertando nelas a capacidade de sonhar.

A feira contou ainda com atividades dos Jovens Empreendedores Primeiros Passos, uma parceria da Prefeitura com o Sebrae iniciada em 2017 e um concurso de fôlderes sobre educação financeira realizada por alunos do 7º ano.

Visitas dos alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA), atividades do horário de trabalho coletivo (HTC) com os educadores da rede, palestras e jogos de empreendedorismos, foram outras atrações do Empreende Startups Educacionais 2018.

Os trabalhos expostos pelos alunos de 9º anos da rede municipal de ensino podem ser viabilizados no mercado, além disso, todas as propostas foram apresentadas para um júri formado por convidados externos, com representantes de instituições como a Embraer e o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas).

Os 43 projetos elaborados concorreram ao Prêmio Jovem Empreendedor. Desses, dez foram indicados ao prêmio, entre eles, aplicativos para celulares, empresas de serviços e produtos inovadores.

Em terceiro lugar, ficou o “Localiza SFX” um aplicativo de turismo que divulga as belezas, encantos e estrutura local de São Francisco Xavier. O projeto foi desenvolvido pela Emef Mercedes Rachid Edwards, localizada no distrito.

Em segundo lugar ficaram os alunos da Emef Prof. Hélio Walter Bevilacqua (Jardim República, região sul), com o projeto “Step Rider” — um pneu reserva para a roda dianteira de uma moto.

A medalha de ouro foi para o projeto “Império City” — um aplicativo de jogo que tem missões baseadas nas características de um empreendedor e simula a administração de uma empresa, produzidos pelos alunos da Emef Profª Ana Berling Macedo (Alto da Ponte, região norte).

“Com esse jogo, a gente aprende várias características empreendedoras, aqui a gente percebe a colaboração de todos os alunos. O Empreende oferece a oportunidade de conhecer novas pessoas, outros trabalhos, recebemos a visita de muitos empresários, essa atividade é uma oportunidade para a gente crescer”, disse a representante do grupo, Maria Clara Mendonça, 15 anos.

Segundo técnicos do Cedemp (Centro de Educação Empreendedora), responsável pelas aulas de Educação Empreendedora, o evento comprovou o amadurecimento dos alunos que estão conquistando um perfil visionário, inovador e empreendedor”.

Confira as premiações:

Concurso de Fôlderes
5º Lugar – Emef Elisabete de Paula Honorato
4º Lugar – Emef Norma de Conti Simão
3º Lugar – Emef Mercedes Carnevalli Klein
2º Lugar – Emef Áurea Cantinho Rodrigues
1º Lugar – Emef Sebastiana Cobra

Sequência Didática (Prêmio ao professor que melhor desenvolveu o trabalho do folder de Educação Fiscal)
3º Lugar – Emef Jacyra Vieira Baracho
2º Lugar – Emef Therezinha do Menino Jesus
1º Lugar – Emef Sebastiana Cobra

Jovem Empreendedor
3º Lugar – Emef Mercedes Rachid Edwards
2º Lugar – Emef Prof. Hélio Walter Bevilacqua
1º Lugar – Emef Ana Berling Macedo

Prêmio pelo voto popular
Emef Professora Therezinha do Menino Jesus

Veja também