Ex-aluna de Psicologia da UNITAU é admitida na Sociedade Britânica de Psicologia

Por: Share:
(Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal)

Ex-aluna do curso de Psicologia da Universidade de Taubaté (UNITAU), Edlaine da Cunha, é a mais nova integrante da British Psychological Society. A graduada em 2015 agora faz parte do órgão regulamentador da profissão na Inglaterra.

Nascida em Taubaté, Edlaine mudou-se para a Inglaterra em 2005 para estudar inglês, acabou se apaixonando pelo país e continuou por mais seis anos lá.

Em 2011, retornou ao Brasil para fazer Psicologia na UNITAU, curso que foi um divisor de águas na vida da ex-aluna. “Na verdade, eu só descobri o verdadeiro motivo [de entrar para Psicologia] depois de muito tempo. Eu consegui aprender a importância de se entender e respeitar a individualidade do ser humano, de ser empático e acolhedor para poder, então, atuar de maneira mais humana e profissional”, explica.

Ao entrar no curso, Edlaine achou que simplesmente se formaria como profissional de Psicologia, mas o que encontrou na Universidade a surpreendeu. “Fui acolhida por profissionais que merecem para sempre meu respeito e admiração. Os professores sempre farão parte da minha vida e do que eu decidi me tornar como profissional. Eu sempre os levarei comigo como exemplo de humildade e de sabedoria”.

Após a conclusão do curso, mudou-se de vez para a Inglaterra, onde mora com o filho e o marido inglês. O início da atuação como psicóloga no Reino Unido aconteceu por um processo demorado e burocrático.

O primeiro passo foi reconhecer o diploma brasileiro junto ao National Academic Recognition Information Centre (NARIC), para, então, se registrar junto à British Psychological Society. Na sequência, se inscreveu e foi aceita no British Association for Counselling and Psychotherapy, o que possibilitou a atuação da ex-aluna na área da saúde mental.

Edlaine conta que o auxílio da Universidade foi fundamental para a preparação de documentos e cartas de recomendação, necessários para a admissão em órgãos reguladores da profissão na Inglaterra. “O Prof. Dr. Paulo Francisco de Castro, o Prof. Dr. Armando Rocha Júnior e a Profa. Dra Adriana Leônidas de Oliveira foram facilitadores e muito presentes durante todo o meu processo”, finaliza.