Comitiva dos Estados Unidos visita São José

Por: Share:

Uma comitiva, composta por empresários dos Estados Unidos, visitará a Grande Florianópolis na terça-feira, 13 de novembro, para realização de encontros de aproximação e avaliação de oportunidades de negócios com empresas de São José.

O encontro, promovido pela Prefeitura Municipal de São José e Núcleo de Estudos em Internacionalização e Estratégia do Mestrado Profissional em Administração – Gestão, Internacionalização e Logística (PMPGIL) e do Programa de Pós-graduação Stricto Sensu (Mestrado e Doutorado) em Administração (PPGA), da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), integra o projeto “Made in São José”. Ele terá início, às 10h, na Intelbras, onde serão visitadas as instalações da empresa.

Na sequência, às 14h, o grupo reúne-se no auditório do Campus da Univali, localizado no bairro Sertão do Maruim, em São José, onde empresários da região realizarão apresentações de seus produtos e empreendimentos para discussão sobre a viabilidade de penetração no mercado americano.

Por fim, às 16h15, no mesmo local, as oportunidades para as empresas catarinenses serão debatidas na palestra: “Inovação e mercado americano”. A apresentação é gratuita, aberta ao público e será ministrada por representantes da Universidade de Saginaw, Michigan Manufacturing Technology e Organização Midland Tomorrow, dos Estados Unidos.

Sobre o projeto “Made in São José” Estimular a internacionalização das atividades econômicas do munícipio de São José como polo exportador é o foco do projeto “Made in São José”, que é desenvolvido pelo Núcleo de Estudos em Internacionalização e Estratégia do PMPGIL e PPGA da Univali para o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Santa Catarina (Sebrae/SC) e Prefeitura Municipal de São José. A expectativa é de que o trabalho esteja concluído até abril de 2019.

Até lá, o grupo de pesquisadores da Univali responsável pelo projeto está levantado o perfil padrão e as atividades relacionadas à internacionalização de empresas; demonstrando as potencialidades e fragilidades relacionadas à internacionalização dos segmentos econômicos e das empresas; e identificando as políticas e programas estaduais e federais de apoio à  internacionalização de empresas que estejam em consonância com as demandas do município.

Waldemar Bornhausen Neto, secretário de Desenvolvimento Econômico e Inovação de São José, diz que a iniciativa do projeto “Made in São José” está alinhada com o Programa Cidade Empreendedora São José, lançado no início do ano para aprimorar e fortalecer o ambiente de negócios no município.

Ele explica que quer tornar São José um grande case de sucesso na área de internacionalização de empresas com crescimento econômico e geração de empregos.

Douglas Luís Três, coordenador do projeto ExportaSC, do Sebrae/SC, aponta que esse é o primeiro passo para o estabelecimento de um programa consistente de apoio a empresas com geração de renda e emprego: “O que estamos fazendo é lançando uma semente. Os frutos serão colhidos nos próximos anos. Para isso será necessário o diagnóstico preciso baseado nas informações fornecidas pelas empresas”, relaciona.

Dinorá Eliete Floriani, coordenadora do Núcleo de Estudos em Internacionalização e Estratégia da Univali, responsável por capitanear o projeto, explica que a expectativa é de que, ao final do processo, sejam entregues os caminhos capazes de potencializar a economia local por meio da internacionalização: “Estamos partindo das demandas das empresas. Para isso
estamos conhecendo o que São José já tem e aquilo que precisa para que possamos propor ações mais específicas”, aponta a pesquisadora.

“Queremos aproveitar a infraestrutura já existente e, para isso, estamos fazendo o mapeamento das empresas, atividades econômicas e redes de apoio.

Também estamos realizando o levantamento das potencialidades e fragilidades para, por fim, apresentar o plano de implementação.

Além disso, temos grandes empresas que fazem o faturamento na cidade, mas que não produzem
aqui, não contribuindo para a geração de empregos. Estamos estudando como tornar a região convidativa para que a produção ocorra aqui, também, e mais do que isso, que se mantenha na cidade”, conclui Dinorá.

Outras informações: (47) 3341-4203/99101-4527, com Dinorá Eliete Floriani, coordenadora do Núcleo de Estudos em Internacionalização e Estratégia da Univali.