Alunos do curso de Agronomia da Unitau realizam primeira colheita do projeto Tomatec

Por: Share:
(Foto: Leonardo Oliveira/ACOM)

Os alunos responsáveis pela Empresa Junior do curso de Agronomia da Universidade de Taubaté (UNITAU) realizaram no dia 29 de outubro, a primeira colheita do projeto Tomatec.

O projeto pertence à empresa Embrapa Solos (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) e tem como objetivo o cultivo sustentável do tomate, por meio de boas práticas agrícolas.

O primeiro contato da empresa com a Universidade se deu no mês de setembro, durante a Semana pedagógica do curso, a contive do aluno André Cunha, que se interessou pelo sistema de produção que a empresa utilizava.

“Decidi pesquisar na internet empresas que utilizaram métodos orgânicos na produção, encontrei o Tomatec e me identifiquei com os métodos dela”, comenta o aluno do 6º semestre de Agronomia.

André pensou na possibilidade de implantar o sistema no Departamento de Agronomia, e a Embrapa Solos resolveu montar o primeiro polo do Estado de São Paulo na UNITAU.

“O Tomatec exige mais do profissional. Você acaba utilizando todo aprendizado e procedimentos que aprendemos em sala de aula. É algo que desafia o profissional e percebi que tinha que trazer isso para o Departamento e para a nossa região”, explica André.

Segundo a Profa. Dra. Adriana Labinas, esse projeto colabora muito para com o aprendizado dos alunos. “Para os alunos, é uma oportunidade do learning by doing, ou seja, fazendo e aprendendo. Dá oportunidade ao aluno de colocar a mão na massa, com todo o repertório que vem da Embrapa, justamente no momento do aprendizado que se instala na vida acadêmica”, observa a docente.

“Vejo esse projeto como uma oportunidade de aprendizado para todos da Universidade. O Tomatec tem uma proposta diferenciada em relação à produção. E, tendo esse contato, ficamos mais preparados para o mercado de trabalho,” comenta Fábio de Almeida, aluno de Agronomia e representante da Empresa Junior.

Parte da safra foi envida ao laboratório para passar por uma análise. A outra parte foi encaminhada para a Feira Pedagógica do curso, que vende os itens produzidos no Departamento de Agronomia na Universidade.