Técnico do Taubaté quer time acima da média por vaga

Por: Share:
Marcelo Martelotte, técnico do EC Taubaté na Copa Paulista. (Divulgação/ECT)

O Taubaté perdeu a partida de ida das quartas de final da Copa Paulista para o Votuporanguense por 4 a 2. Para ir à semifinal, o time alviazul precisa vencer por três gols de diferença ou por dois gols para levar para a disputa de pênaltis.

Insatisfeito com o resultado, o técnico Marcelo Martelotte quer o time mais competitivo pela vaga na próxima fase. “Vamos jogar em casa, temos uma desvantagem para reverter, uma dificuldade maior de um jogo. Precisamos trabalhar bem e jogar no nosso limite para sairmos classificados. Espero que voltemos a atuar no nível que estávamos jogando, para poder ter um jogo mais competitivo aqui em Taubaté”, disse o treinador.

Martelotte espera o time mais organizado e vai usar a semana cheia para treinar situações. “Não podemos tirar os méritos do adversário, eles jogaram muito bem. Mas jogamos abaixo da nossa média. Serve de lição, para que a gente entenda que teremos que jogar em um nível mais alto. Temos que ser um time organizado, não da para reverter esse placar só na vontade, precisamos nos organizar. Tem o emocional, mas também tem tático para que saibamos jogar e reverter o placar para irmos a semifinal”, completou Marcelo.

O treinador explicou os problemas do time na primeira partida. “Faltou agressividade na marcação em todos os setores do campo. Fomos muitos passivos, olhamos o adversário jogar. Eles tiveram mais força nas disputas. Precisamos ter mais paciência para manter a posse de bola. Não trabalhamos bem tecnicamente, quando tivemos a bola. Mas o fator principal foi o relaxamento com a marcação, demos muito espaço para eles”, finalizou Marcelo Martelotte.

O jogo de volta entre Taubaté e Votuporanguense acontece neste sábado (3), às 15h, no estádio Joaquinzão.